Cargueiro espacial russo se acopla com sucesso à ISS

Equipe da Nasa comemora sucesso de operação

Por raphael.perucci

Washington (EUA) - A nave de carga russa Progress M-20M se acoplou com sucesso à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) menos de seis horas após ter sido lançada a partir da base de Baikonur (Cazaquistão) em uma viagem expressa que se completou em quatro órbitas ao planeta.

A Nasa informou que o cargueiro, que não é tripulado, completou sua manobra automática de atracamento às 23h26 a 418 quilômetros sobre a costa ocidental da América do Sul. A nave, que se acoplou ao módulo Pirs, que faz parte do segmento russo da ISS, foi posta em órbita por um foguete russo Soyuz-U lançado a partir da base cazaque. O cargueiro russo transporta à ISS água, oxigênio, alimentos e combustível, além de equipes para os experimentos que os ocupantes da plataforma orbital realizam.

Além disso, a nave de carga transporta para os tripulantes da estação ferramentas que podem servir para reparar os trajes espaciais, depois que a falha em um deles colocou em risco o passeio espacial do astronauta italiano da Agência Espacial Europeia Luca Parmitano. Um vazamento de água no capacete do astronauta, que continua sendo investigada e não se conhecem as causas, obrigou a suspensão do passeio espacial.

O último cargueiro lançado no final do mês passado de abril, o Progress M-19M, que se desintegrou na sexta-feira passada na atmosfera ao término de sua missão, demorou dois dias para se acoplar à ISS após ter problemas para abrir uma de suas antenas de aproximação.

Os russos Pavel Vinogradov, Aleksandr Misurkin e Fiodor Yurchikhin, os americanos Chris Cassidy e Karen Nyberg, e o italiano Luca Parmitano integram a atual tripulação a bordo da ISS.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia