Forças de segurança iraquianas capturam 349 fugitivos de presídio

Presos escaparam durante atentado terrorista da Al Qaeda há seis dias

Por tabata.uchoa

Cairo - As autoridades de segurança do Iraque anunciaram neste domingo que foram capturados 349 fugitivos da prisão de Abu Ghraib, que escaparam da unidade durante atentado terrorista da Al Qaeda há seis dias.

As detenções foram divulgadas em entrevista coletiva em Bagdá, pelo chefe de operações de segurança da capital iraquiana, Abdelamir Al Shamri, que não deu mais detalhes sobre como aconteceu a ação que terminou na captura dos presos. Al Shamri explicou que no atentado ao presídio de Abu Ghraib 105 pessoas morreram.

Na mesma data foi registrado um ataque à prisão de Al Taji, de onde, de acordo com o jornal, ninguém conseguiu fugir. Um dia depois, o grupo Estado Islâmico do Iraque, vinculado à Al Qaeda, reivindicou a autoria de ambos ataques, garantindo que mais de 500 presos fugiram e cerca de 120 pessoas morreram.

Os terroristas detonaram uma dúzia de carros-bomba nos acessos das prisões e lutaram com os guardas durante horas. As prisões de Abu Ghraib e de Al Taji são as maiores do Iraque e nelas estão detidos centenas de pessoas por terrorismo, muitos deles militantes da Al Qaeda, além de outros criminosos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia