Bombardeio com avião-espião dos EUA mata seis no Paquistão

Casa atingida pertencia a grupo de milicianos estrangeiros

Por juliana.stefanelli

Islamabad (Paquistão) -  - Pelo menos seis supostos insurgentes morreram durante o bombardeio de um drone (avião-espião) americano em uma área tribal do Waziristão do norte, no nordeste do Paquistão, informou nesta segunda-feira uma fonte oficial.

"A casa, que foi atingida por dois mísseis, pertencia a um grupo de milicianos estrangeiros e os mortos não eram paquistaneses", afirmou um funcionário do organismo de coordenação das áreas tribais, Rehman Xâ. A fonte acrescentou que no ataque, registrado na área de Data Khel, também deixou dois feridos entre os ocupantes da casa.

Segundo um morador da região citado pelo canal local "Geo", os mortos estavam tomando o iftar, a refeição que, ao pôr do sol, quebra o jejum diário do mês sagrado muçulmano do Ramadã. Este meio elevou para oito o número de mortos, embora não tenha especificado a origem deste dado.

Fontes oficiais citadas pela "Geo" disseram que o bombardeio aconteceu no vale de Shawal, muito próximo à fronteira afegã e que é habitualmente usado pelos insurgentes - "especialmente os estrangeiros" - como refúgio de verão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia