Água contaminada com alto nível de radiação é identificada no Pacífico

Tanque derramou trezentas toneladas de líquido altamente radioativo no mar

Por juliana.stefanelli

Tóquio (Japão) - A operadora Tokyo Electric Power (Tepco), que administra a Usina Nuclear Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, confirmou ter identificado elevados níveis de radiação em um canal de escoamento da unidade ao mar. Segundo especialistas, a descoberta mostra que a água radioativa que vazou recentemente de um tanque tem chegado ao Oceano Pacífico. A água contaminada foi localizada a 150 metros do oceano.

De acordo com análises, o nível de radiação de estrôncio, césio e outras substâncias que emitem raios beta é 12 vezes superior ao das amostras recolhidas no mesmo sítio. Um grupo de funcionários trabalha há dias em uma parte superior do canal para evitar que a água contaminada, que vazou em agosto de um tanque de armazenamento, alcance o mar.

A água, porém, está se infiltrando por meio de sacos de areia dispostos em forma de barreira. O tanque usado para guardar a água utilizada no arrefecimento dos reatores derramou cerca de 300 toneladas de líquido altamente radioativo.

Em 2011, a Usina de Fukushima sofreu uma série de vazamentos e explosões em decorrência do terremoto seguido por tsunami no país. De acordo com especialistas, desde então as autoridades do Japão lidam com problemas causados pelos acidentes nucleares.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia