FBI diz que atirador tinha acesso liberado à base naval em Washington

Aaron Alexis entrou no prédio da Marinha com uma espingarda e depois pegou outra arma dentro do edifício

Por julia.amin

Washington - O suspeito de disparar tiros na segunda-feira contra uma base naval em Washington, Aaron Alexis, usou um passe válido para entrar na instalação militar, afirmou a polícia federal (FBI) nesta terça-feira. Alexis matou 12 pessoas e foi morto após troca de tiros com policiais. 

Suspeito Aaron Alexis%2C de 34 anosDivulgação/ FBI


"O senhor Alexis tinha um acesso legítimo à base naval como resultado de seu trabalho como prestador de serviços e ele utilizou um passe válido para ter acesso ao prédio", disse a diretora-assistente responsável pelo escritório do FBI em Washington, Valerie Parlave. Autoridades acreditam que Alexis entrou no prédio 197 com uma espingarda e depois pegou outra arma dentro do edifício.  "Não há informações de que ele tinha um rifle AR-15 semiautomático", disse Parlave, acrescentando que a arma foi comprada legalmente na Virgínia.

A empresa que empregava Alexis afirmou nesta terça-feira que recorreu a um serviço para executar duas verificações de antecedentes sobre ele durante o ano passado e que consultou seu status de segurança com o Departamento de Defesa.

"A última checagem de antecedentes e da confirmação de segurança foi no fim de junho de 2013 e não revelou problemas além de uma pequena infração de trânsito", afirmou a empresa The Experts, uma companhia de informação tecnológica, em comunicado à Reuters.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia