Hackers sírios atacaram contas ligadas a Obama no Twitter e Facebook

Links postados nas páginas oficiais do presidente foram direcionados para um vídeo do conflito sírio

Por julia.amin

Washingto (EUA) - O Exército Eletrônico Sírio, grupo hacker simpático ao presidente Bashar al Assad, apropriou-se na segunda-feira de contas do Facebook e do Twitter que redistribuem mensagens do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

O abreviador de links usado pelo grupo Organizing for Action, criado a partir da campanha de Obama à reeleição, logo foi devolvido aos usuários legítimos, segundo um funcionário da organização. Os abreviadores diminuem endereços de email para facilitar seu uso no Twitter, onde cada mensagem pode ter no máximo 140 caracteres.

As páginas de Obama no Twitter e Facebook continham links para uma reportagem do Washington Post sobre imigração, mas os hackers direcionaram o tráfego para um vídeo do conflito sírio. A conta do próprio Obama não chegou a ser hackeada, segundo Jim Prosser, porta-voz do Twitter. Obama raramente escreve seus próprios tuítes na conta @BarackObama Twitter, que é mantida pela Organizing for Action. Quando isso ocorre, as mensagens levam suas iniciais.

O Exército Eletrônico Sírio tuitou que "acessamos muitas contas de email (sic) da campanha de Obama para avaliar suas capacidades terroristas. Elas são bastante elevadas". O grupo mostrou o que parecia ser uma conta de email do Google em nome de um funcionário da Organizing for Action.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia