Ameaça de bomba obriga avião a realizar aterrissagem forçada na China

Aeronave que sobrevoava entre duas cidades pousou em Nanchang, no centro do Sul do país, no meio do caminho da rota

Por bianca.lobianco

China - Uma ameaça de bomba em um avião que voava entre duas cidades chinesas obrigou a aeronave a realizar uma aterrissagem forçada na metade da rota, segundo informou nesta quinta-feira a agência "Xinhua". As autoridades estão em alerta máximo desde a última segunda-feira, quando ocorreu um atentado terrorista em Pequim.

O avião, da companhia aérea chinesa Capital Airlines, partiu da cidade de Changsha, no Centro do Sul do país, com destino a Hangzhou, no Leste, mas teve que aterrissar em Nanchang, no meio do caminho da rota. A companhia aérea assinalou em comunicado que todos os passageiros se encontram bem, enquanto a polícia investiga o fato.

A cidade de Pequim elevou nesta semana ao máximo as medidas de segurança em lugares públicos por causa do fato ocorrido na segunda-feira, quando um veículo invadiu a zona de pedestres junto à movimentada porta da Cidade Proibida, no norte da Praça da Paz Celestial, atropelou dezenas de pedestres e pegou fogo pouco depois. Cinco pessoas morreram no fato (dois turistas e os três ocupantes do veículo). A ação foi declarada, nesta quarta-feira, pelo governo chinês como "ataque terrorista organizado". As forças de segurança continuam em  busca por suspeitos relacionados com o incidente.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia