Casal húngaro é preso por torturar e abusar dos três filhos

Crianças eram obrigadas a comer excrementos e caçavam insetos; pena máxima para o casal é de 15 anos de prisão

Por joyce.caetano

Budapeste - Um casal húngaro foi preso por torturar e abusar sexualmente de sua filha de 8 e os filhos de 9 e 10 durante anos, divulgou nesta terça-feira a imprensa local. Moradores de Szigetszentmiklos, ao sul de Budapeste, os pais das crianças foram acusados de abuso sexual e outros crimes contra menores de 12 anos. A porta-voz da promotoria da província de Pest, Csilla Gyugyi, informou que para proteger às vítimas não seriam dados mais detalhes do caso.

A pena máxima para o casal é de 15 anos de prisão. Os pais foram presos e perderam a tutela dos menores há apenas um ano, mas o caso só foi divulgado agora, quando a promotoria apresentou as acusações.

A brutalidade do caso comoveu a opinião pública húngara. Os pais obrigaram seus filhos a comer excrementos, que misturavam com bolachas, e os ensinaram a comer ratos e insetos, que as crianças precisavam "caçar" na casa onde viviam, segundo fontes policiais citadas pela imprensa. Nenhuma das três crianças sabia o que era uma escova de dentes e todos apresentavam graves problemas de higiene.

Os dois meninos conseguiram uma vez fugir de casa, mas com a ausência "todo o terror caiu sobre a irmã, e quando os pais os encontraram abusaram deles até que caíram desmaiados", publicou o jornal "Blikk".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia