Por bferreira

Rio - Comer alimentos saudáveis a cada três horas faz bem e é recomendado pelos nutricionistas. Mas, entre os brasileiros, o bom hábito não é seguido integralmente. Se por um lado 74% fazem pequenos lanches entre as refeições, por outro, a seleção dos alimentos não prioriza a saúde. Bebidas com açúcar, salgados e doces são as principais escolhas.

>>> Infográfico: Lanchinho entre as refeições

É o que revela a pesquisa ‘Frequência e consumo de calorias nos lanches no Brasil’, com 34 mil pessoas. Outro dado preocupa: em média é feito pouco mais de um lanchinho (1,6) por dia. Especialistas recomendam pelo menos três pequenas refeições, mas somente 20% dos participantes têm o hábito.

Entre os alimentos mais consumidos nos lanches estão café ou chá com açúcar, doces, frutas, bebidas doces e salgados fritos ou assados e recheados com carne, queijo ou vegetais. “A principal consequência dos alimentos calóricos é o ganho de peso. A longo prazo, a gordura e o sal em excesso podem causar hipertensão e diabetes”, alerta a nutricionista Cinthya Machado, do Hospital Badim.

De acordo com a pesquisa, 21% do total de calorias ingeridas no dia vêm dos lanches e 63% comem fora de casa. Entre jovens de 10 a 18 anos, o índice de lanchinhos entre as refeições superou a média nacional (78,7%). Além disso, a faixa etária foi a que mais consumiu calorias por lanche por dia. “Para crianças e adolescentes, a hora do lanche representa também um momento de convívio”, declara.

Dois salgados e um refrigerante é o que o sonoplasta Ricardo Bento, 27, costuma comer no lanche. Além das grandes refeições, ela faz, pelo menos, dois lanches. “Já pensei em levar comida saudável para o trabalho, mas o lanche na rua funciona também como momento de relaxamento”, disse.

Os entrevistados anotaram alimentos e bebidas ingeridos. Os pesquisadores consideraram café da manhã, lmoço e jantar as refeições com maior valor calórico, feitas entre 6h e 10h; 12h e 15h, e 18h e 21h, respectivamente. Demais refeições foram consideradas lanches. A pesquisa foi feita pela Toledo e Associados em parceria com a Escola Superior de Propaganda e Marketing.

Hábito ajuda a emagrecer

Pequenos lanches evitam excessos de comida durante as refeições e mantêm os níveis hormonais equilibrados. “Comer a cada três horas faz com que o organismo esteja sempre trabalhando e acelera o metabolismo”, explica Cinthya. Longos períodos sem comer favorecem o ganho de peso, porque o organismo interpreta o jejum como abstinência de comida. “É uma espécie de mecanismo de sobrevivência. O organismo retém energia em forma de gordura, por isso há ganho de peso”, disse.

Você pode gostar