Por clarissa.sardenberg
Publicado 13/03/2014 11:36 | Atualizado 13/03/2014 11:45

Cidade do Vaticano - O papa Francisco não fará nada de especial para celebrar o primeiro aniversário de sua eleição para pontífice, que completa um ano nesta quinta-feira, e se limitará a rezar de seu retiro em Ariccia (perto de Roma) onde se encontra em exercícios espirituais, explicou o porta-voz vaticano, Federico Lombardi. O pontífice argentino rompeu o silêncio dos exercícios espirituais que começou no último domingo para pedir, em mensagem no seu perfil no Twitter, que rezem por ele.

Papa Francisco pede orações a fiéisReuters

"Rezai por mim", é a breve mensagem divulgada nesta quinta-feira pelo papa, e que lembra o mesmo pedido que há um ano realizou ao sair na sacada da Logia central da Basílica de São Pedro para se apresentar ao mundo.

A rotina do papa nesta quinta, como nos últimos dias, inclui celebrar a missa às 7:30 (na Itália, 3h30 de Brasília), para depois às 9h30 (15h30) após o café da manhã, escutar a primeira meditação proposta por Angelo De Donatis, pároco da Igreja romana de São Marco Evangelista ao Campidoglio, o escolhido para esta semana de exercícios espirituais. Após o almoço, às 15h, escutará a segunda meditação, às 17h são realizadas as Vésperas e a adoração eucarística e às 18h30 jantará.

A semana de exercícios espirituais é tradicional durante a Quaresma, mas a novidade introduzida por Francisco é sair do Vaticano para vivê-la de maneira mais intensa. O papa chegou à residência "Casa do Divino Mestre", perto do lago de Albano, em Ariccia, em um microônibus junto com os cardeais e os bispos da Cúria. No total 82 membros da Cúria mais o papa participarão destes exercícios espirituais, e a eles se somarão outras 30 pessoas entre funcionários da equipe e seguranças que os acompanham esta semana. O retiro termina nesta sexta após a missa e o café da manhã, e às 10h30, o papa e o resto de membros da Cúria retornarão ao Vaticano, também de ônibus.

Você pode gostar