Rainha Elizabeth II ganha carruagem de 7 milhões de reais com peças históricas

Artesão que criou a carruagem ultrapassou o orçamento e teve que hipotecar sua casa para terminar sua 'obra'

Por julia.sorella

Londres - A rainha Elizabeth II da Inglaterra usou pela primeira vez para ir ao Parlamento de Westminster nesta quarta-feira uma nova carruagem fabricada com peças que carregam séculos de história britânica.

A carruagem incorpora fragmentos do navio de guerra de Enrique VIII, "Mary Rose"; uma coroa fabricada a partir da madeira do "HMS Victory", o navio do almirante Horatio Nelson na Batalha de Trafalgar; assim como uma parte da representação da maça que, segundo a lenda, inspirou Isaac Newton na formulação da lei da gravidade. V

estida com um manto de arminho e a coroa imperial, a soberana britânica, de 88 anos, subiu nesta quarta pela primeira vez nessa carruagem, que começou a ser fabricada por ocasião de seus 80 anos, para levá-la do palácio de Buckingham a Westminster, onde fez um discurso com os planos do governo.

A segunda carruagem adquirida pela Casa Real Britânica nos últimos 100 anos custou 3 milhões de libras. O interior é atapetado com seda amarela e incorpora mais de 100 peças doadas por diferentes museus e organizações britânicas. Na viagem, a rainha esteve acompanhada de seu marido, o duque de Edimburgo, que na próxima semana completa 93 anos.

A rainha Elizabeth II chega a um evento em sua nova carruagemReuters

Os detalhes das janelas e dos painéis interiores foram elaborados com materiais vindos da catedral de Canterbury e do número 10 da Downing Street (residência e escritório oficial do primeiro-ministro do Reino Unido), assim como das bases polares utilizados pelos exploradores Robert Scott e Ernest Shackleton.

O veículo, puxado por cavalos, inclui, além disso, mecanismos modernos, como os seis estabilizadores hidráulicos que, cobertos com folha de ouro, contribuem para a comodidade no interior de uma carruagem que pesa três toneladas.

O modelo é uma criação do artesão australiano Jim Frecklington, que trabalhou durante quase uma década nela em sua oficina em Sydney. Ele foi para Londres para assistir hoje à primeira viagem da rainha no veículo, que foi batizado de "Carruagem do Jubileu de Diamantes". "Queria criar algo muito especial para comemorar seu reinado. Nossa rainha passará à história como uma das maiores monarcas. Foi por isso que pensei que devíamos produzir algo tangível para comemorá-lo", disse Frecklington à imprensa.

O artesão, que concebeu o veículo como um presente para a rainha, recebeu 138 mil libras do governo australiano como financiamento. Mesmo assim, acabou hipotecando sua casa para custear com o próprio dinheiro o resto da fabricação de um veículo que tem 260 safiras e 48 diamantes cravados na ponta das portas. Uma vez construída, a carruagem foi adquirida pela Royal Collection Trust, a organização que administra o patrimônio artístico da família real britânica.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia