Atentado com escavadeira deixa um morto e cinco feridos em Jerusalém

Homem atropelou pedestre e após isso, com a pá do trator, atingiu e virou um ônibus

Por clarissa.sardenberg

Israel - Pelo menos uma pessoa morreu em Jerusalém e outras cinco ficaram feridas em um atentado cometido por um cidadão palestino da aldeia de Yabel Mukabar na parte leste de Jerusalém, informaram fontes policiais. O palestino, que estava em uma escavadeira, chegou a tombar um ônibus de linha em uma movimentada rua da cidade antes de ser abatido por três agentes de segurança que estavam no local.

"O terrorista saiu de uma obra e atropelou um pedestre. Depois, com a pá do trator, atingiu e virou um ônibus", disse aos jornalistas o chefe da polícia de Jerusalém, Yossi Pariente. A vítima, de 25 anos, ficou ferida com gravidade e morreu enquanto era atendida pelos serviços de emergência que se deslocaram ao local, enquanto o motorista do ônibus, três passageiros e um dos três agentes ficaram feridos, mas nenhum com gravidade.

Ataques como este, com tratores e escavadeiras, não são novidade em Jerusalém Reuters

Segundo Pariente, os três agentes estavam no local por acaso e, ao perceberam o que ocorria, desceram de seus veículos para tentar deter o motorista da escavadeira, identificado como Muhamad Naif Yabis, habitante de uma aldeia palestina ao sudeste de Jerusalém.

Neste momento, sua família é interrogada por agentes do serviço secreto israelense para saber se o ataque estava relacionado a uma ação individual ou a algum tipo de organização armada, informou o serviço de notícias Ynet. "Tínhamos advertências sobre este tipo de incidentes desde o início da operação (Limite Protetor)", reconheceu o ministro de Segurança Interior, Itzhak Aharonovich, ao se referir à ofensiva militar que seu país articula na Faixa de Gaza desde o dia 8 de julho.

Os ataques com tratores e escavadeiras não chegam a ser uma novidade na cidade santa, já que episódios similares já foram registrados na principal rua da cidade em 2008. A operação militar, na qual morreram mais de 1.800 palestinos e 60 israelenses, está provocando uma grande tensão entre palestinos e israelenses, assim como confrontos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia