Queda de cabelos é sinal de algo errado no organismo feminino

Conheça causas e tratamentos

Por bferreira

Rio - O desespero em perceber que os cabelos estão caindo, ou não estão crescendo como deveriam, faz parte do dia a dia de muitas mulheres. A queda dos fios, na verdade, é um sinal de que algo está errado no corpo. Dietas irregulares, problemas hormonais, traumas e até períodos pós-cirúrgicos podem estar diretamente ligados à perda de cabelo, mesmo em jovens.

Dietas pobres%2C problemas hormonais e estresse estão entre as causasIstock

Segundo a dermatologista Ana Pia Coelho, se a alimentação carece de proteínas, vitaminas do complexo B ou ferro, a saúde dos cabelos é prejudicada, já que os nutrientes são fundamentais para sua construção. “Principalmente porque nós perdemos alguns nutrientes pela menstruação. Recomendamos exames de sangue e reposição de nutrientes por medicamentos”, diz.

Três meses após o parto ou cirurgias em geral, algumas mulheres também apresentam o sintoma, pois o corpo está se recuperando e, para isso, ‘redistribui’ seus nutrientes. Como o crescimento dos cabelos não é essencial para a sobrevivência, fica prejudicado, explica a médica. Mas depois de meses, nesses casos, os cabelos voltam ao normal.

A perda dos fios em pontos localizados é chamada de alopecia areata, problema derivado de trauma ou estresse agudo. A dermatologista esclarece que o nervosismo desencadeia a produção de anticorpos que destroem o crescimento dos fios. O tratamento é feito com o remédio Minoxidil e sessões de terapia.

REPOSIÇÃO HORMONAL

Outras possíveis causas são hormonais. Segundo a endocrinologista do Hospital Adventista Silvestre Lúcia Flávia Ramalho, a síndrome do ovário policístico aumenta o nível de testosterona, o que ataca o folículo capilar e enfraquece os fios. Já o hipotireoidismo leva à queda pois o hormônio tireoidiano está associado ao crescimento e à renovação dos cabelos. “Se houver reposição hormonal, a cabeleira volta”, explica Lúcia.

Para cuidar dos fios enquanto as causas estão sendo tratadas, a especialista em cabelos e diretora da empresa Kans BR, Katia Timani, recomenda xampus com textura leve e ‘proíbe’ óleos e silicone. “É preciso deixar o couro respirar e evitar acúmulo de produtos nos fios”, alerta.

NUTRIENTES PARA OS FIOS

ZINCO
Está em carnes vermelhas, peixes, ostras, mariscos e farelo de trigo. Sua falta deixa o cabelo seco e quebradiço.

COBRE
Ostras, mariscos, fígado e oleaginosas (amêndoa, nozes e castanhas). A carência leva à despigmentação do fio.

VITAMINA A
Cenoura, espinafre, leite e ovos. A falta leva à descamação do couro cabeludo. O excesso faz o cabelo cair.

VITAMINAS DO COMPLEXO B
B6: Cereais integrais e nozes. Participa da síntese de queratina e dá saúde aos fios.
Biotina: Fígado, gema de ovo, nozes e cereais. Essencial para o crescimento.
B2: Leite e derivados, carnes, ovos, vegetais verde escuros. Fundamental ao crescimento.

SELÊNIO
Farelo de trigo, salmão, atum, bacalhau e ostra. Combate os radicais livres do fio e seu envelhecimento.

FERRO
Vegetais de cor verde escura, todos os tipos de feijão e carnes. Sem ele, o cabelo se torna quebradiço, já que nutre as células do fio.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia