Americana mata marido para ter a 'última palavra'

Polícia informou que o casal discutia dentro do carro sobre uma suposta infidelidade do esposo quando ele a atingiu com socos

Por tamara.coimbra

Nancy Jo Arias atropelou e matou o maridoDivulgação

EUA - Uma mulher de 38 anos do Colorado, no Estados Unidos, foi presa nesta semana acusada de matar seu marido durante uma briga. Ao ser presa, Nancy Jo Arias disse à polícia que precisava ter a última palavra na discussão.

A americana foi indiciada pelo assassinato do seu esposo, Phillip Lobato, de 38 anos. De acordo com o jornal “New York Daily News”, o crime aconteceu na última segunda-feira no estacionamento de uma loja de bebidas no subúrbio de Denver.

A polícia informou que o casal discutia dentro do carro sobre uma suposta infidelidade de Phillip quando ele a atingiu com três socos. O marido saiu do veículo, mas continuou agredindo a mulher.

Na ocasião, Nancy ameaçou atingir Phillip com o carro. O esposo então a provocou, dizendo que ela não seria capaz. Foi quando a mulher avançou contra o homem, e o atropelou. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital local.

Nancy admitiu o crime aos policiais que atenderam a ocorrência. Mais tarde, em um interrogatório, ela teria dito aos agentes que realizou a ação “no calor do momento”. “Sou uma daquelas pessoas que precisa ter a última palavra”, informou a emissora de TV ABC 7.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia