Menina que matou instrutor de tiro diz que a 'arma era demais para ela lidar'

Com uma submetralhadora uzi, criança de 9 anos atirou acidentalmente em homem na região turística do Arizona

Por tamara.coimbra

Estados Unidos - A menina de 9 anos que matou a tiros um instrutor com uma submetralhadora uzi na semana passada disse à mãe imediatamente depois que a arma era demais para ela lidar e que tinha machucado seu ombro, segundo o relatório do xerife, divulgado nesta terça-feira. O documento ainda afirma que a família da garota também não percebeu de imediato que Charles Vacca, 39 anos, havia sido atingido pela arma.

Vacca estava mostrando à menina como disparar uma uzi no Arizona Last Stop, tradicional complexo turístico localizado em White Hills, na semana passada, quando o impacto do tiro fez com que ela perdesse o controle da arma de alta potência, disse o xerife.

O instrutor foi atingido por pelo menos uma bala e morreu mais tarde, em um incidente que provocou um debate sobre a opção de dar as crianças o acesso a armas de fogo de alta potência, mesmo em um ambiente controlado para teste de tiros.

Menina acabou atingindo o instrutor de tiro na cabeça ao não conseguir conter a metralhadora Uzi%2C que tem modelos que podem disparar até 30 tiros por segundoReprodução Internet

O escritório do xerife disse que nenhuma acusação criminal foi aberta ao que foi descrito como um "acidente industrial". Autoridades de saúde e segurança no trabalho do estado abriram suas próprias investigações.

A mãe da menina, que estava visivelmente abalada após a ocorrência, disse aos policiais que imediatamente, após o tiro, sua filha "se virou a ela (e) disse que a arma era demais para ela e que machucou o ombro", de acordo com o relatório.

"(A mãe) disse que ninguém sabia que Vacca tinha sido baleado até que o outro instrutor correu", escreveu um oficial. Quando os policiais chegaram, encontraram o instrutor no chão ainda respirando e gemendo enquanto outro homem lhe aplicou uma toalha na cabeça. O sangue cobria a mesa dobrável que estava ao lado dele.

Um vídeo dos momentos que antecederam o tiro, divulgado pelo escritório do xerife e que circula na Internet, mostra Vacca dando instruções a uma garota de short rosa, enquanto ela mira um alvo com a uzi.

Ele é ouvido incentivando a menina a atirar antes de dizer a ela: "Tudo bem, totalmente automático". Em seguida, a arma desencadeia uma série de tiros até que a imagem é cortada no momento em que Vacca é baleado.

O Arizona Last Stop é um complexo turístico que inclui restaurante, bar e parque de estacionamento para trailers. O local é todo decorado com pinturas de armas de fogo, buracos de bala do falso, alvos e um mural mostrando Sylvester Stallone com uma arma em punho em cena do filme "Rambo".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia