Terapia inédita faz paraplégico andar

Células do nariz regeneraram a medula

Por bferreira

Rio - Um homem paralisado desde 2010 conseguiu andar de novo após passar por um tratamento inédito, liderado pelo Instituto de Neurologia da Universidade College, em Londres, Inglaterra. Células da cavidade nasal do paciente foram usadas para regenerar parte de sua medula espinhal.

O búlgaro Darek Fidyka, 40 anos, perdeu os movimentos do peito para baixo após ser esfaqueado diversas vezes. Foram dois anos de tratamento e agora, seis meses depois da cirurgia, ele conseguiu caminhar com a ajuda de um andador. Darek recuperou também funções sexuais, da bexiga e do intestino. “Quando você não pode sentir quase metade do seu corpo, você é impotente, mas quando eles começam a voltar, é como se tivesse nascido de novo,” comemorou ontem o paciente.

A terapia coletou células especiais do olfato, que agem na função da direção, permitindo que as fibras nervosas do sistema olfativo sejam sempre renovadas. Por isso, na primeira parte, a equipe médica retirou um dos bulbos olfativos e as células cresceram em cultura. Duas semanas depois, foram transplantadas para a medula espinhal, na região da lesão.

Os cientistas acreditam que as células olfativas forneceram uma direção, fazendo com que as fibras entorno da lesão se reconectassem.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia