Sexo e traição rondam a realeza

Após escândalo envolvendo Andrew, peça de teatro revela que príncipe Harry não é filho de Charles

Por O Dia

Reino Unido - Não bastasse o escândalo sexual com menor de idade que envolve o segundo filho da rainha Elizabeth, Andrew, uma nova peça de teatro em Londres que deixa entender que o príncipe Harry não é filho de Charles com Diana aumenta ainda mais a crise na corte britânica.

A peça ‘Truth, Lies, Diana’ (Verdades, Mentiras, Diana), que estreia dia 9 no Charing Cross Theatre, promete trazer mais polêmica. Põe fogo aos rumores de que o príncipe Harry é na verdade fruto do romance de Diana com o oficial da Cavalaria, James Hewitt.

A história surgiu logo após o nascimento de Harry, por ele ter nascido ruivo, e ganhou mais contorno quando o caso dos dois foi descoberto. O autor Jon Conway alega que Lady Di e o amante começaram a se encontrar 18 meses após o nascimento do príncipe mais novo, o que tornaria os indícios ainda mais fortes.

Conway garante que todo o texto é baseado em documentos oficiais sobre a investigação da morte da princesa e entrevistas com amigos e familares dela. Personagem Diana não aparece em momento algum da encenação, mas ganha vida através de alguns trechos de entrevistas lidos em voz alta por uma atriz. A peça foca também fatos pouco conhecidos do público, como a de que o motorista do carro que bateu no túnel em Paris, matando Diana, não estava bêbado, e que os motociclistas e um outro carro que a cercavam seriam os verdadeiros responsáveis — mas os motoristas nunca foram encontrados.

A imprensa britânica trata a peça com certa moderação, mas na França autor teve entrevista exclusiva publicada no ‘Le Figaro’.

Ontem numa tentativa de blindagem Andrew, a realeza proibiu a divulgação de qualquer documento que envolva ao duque de York ao caso do multimilionário americano, Jeffrey Epstein, acusado de usar meninas menores de idade como escravas sexuais.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência