Mais Lidas

Corpos dos quatro judeus assassinados em ataque de Paris chegam a Israel

Yohav Hattab, Yohan Cohen, Philip Braham e François-Michel Saada estão entre os mortos dos atentados na França

Por tamara.coimbra

Israel - Os corpos dos quatro judeus franceses assassinados na última sexta-feira no ataque a um supermercado kosher (judaico) em Paris chegaram na madrugada desta terça-feira (13) a Israel, onde serão enterrados. Yohav Hattab, Yohan Cohen, Philip Braham e François-Michel Saada estão entre os 20 mortos nos ataques ocorridos na semana passada na França.

Familiares das vítimas do ataque a uma mercearia judaica se abraçam na chegada dos caixões em IsraelReuters

As vítimas serão enterradas no maior cemitério de Jerusalém, o Har Hamenouhot (Monte do Repouso), no bairro de Givat Shaoul, onde também foram enterrados três crianças e um professor judeus mortos em uma escola judaica de Toulouse, na França, pelo jihadista Mohamed Merah, em 2012.

Desde a última quarta-feira, foram registrados três incidentes violentos na capital francesa, incluindo um sequestro. No total, foram 20 mortos, incluindo os três autores dos atentados, que começaram com o ataque ao semanário satírico Charlie Hebdo.

Depois de dois dias em fuga, os dois suspeitos do ataque, os irmãos Said Kouachi e Cherif Kouachi, de 32 e 34 anos, foram mortos na última sexta-feira por forças de elite francesas, em Dammartin-en-Goële, nos arredores de Paris.

Na última quinta, foi morta uma agente da polícia municipal, no Sul de Paris. A polícia estabeleceu uma ligação entre os dois jihadistas suspeitos do atentado ao Charlie Hebdo e o assassino da policial.

Sexta-feira houve cinco mortes em um mercado kosher (judaico) do Leste de Paris, quando eram mantidas reféns, incluindo o autor do sequestro, Amedy Coulibaly, que foi morto durante a operação policial.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia