Apelido de copiloto da Germanwings em tablet era 'Demônio do céu'

Lubitz interrompeu seu treinamento de piloto por vários meses e informou aos superiores sobre 'severa depressão'

Por clarissa.sardenberg

Alemanha - O tablóide "Bild" revelou que o copiloto alemão Andreas Lubitz mantinha um apelido enigmático no login de seu tablet: Skydevil (Demônio do céu). Além disso, a publicação alemã destacou que Lubitz fez buscas por termos como "bipolaridade", "depressão maníaca" e "deterioração da visão" nas semanas que antecederam o desastre da Germanwings.

Na última semana, o promotor Christoph Kumpa revelou que Lubitz pesquisou a respeito de diferentes formas de suicídio e sobre como funcionavam as cabines e portas dos Airbus, fato também ´publicado pelo tablóide.

Imagem de copiloto da Germanwings Andreas Lubitz em São Francisco%2C nos Estados UnidosReuters

De acordo com a revista "Der Spiegel", o copiloto se consultava com ao menos cinco médicos diferentes ao mesmo tempo, que já foram contatados pelas autoridades.

Lubitz interrompeu seu treinamento de piloto por vários meses em 2009. Quando ele retomou o treinamento, ele disse aos instrutores da Lufthansa por email que havia passado por um período de severa depressão. Ele recebeu o primeiro certificado para voar aviões comerciais em 2012.

A Lufthansa declarou nesta segunda-feira que não tinha a obrigação de informar as autoridades alemãs de aviação sobre a depressão que teve o copiloto Andreas Lubitz, porque ele se qualificou como piloto antes de regras mais rígidas entrarem em vigor a partir de 2013.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia