Quase 30 mil pessoas são evacuadas por causa de incêndio em fábrica na China

Incêndio já dura três dias. A grande preocupação é que a substância é perigosa em caso de inalação ou se absorvida pela pele, causando danos em órgãos e no sistema nervoso

Por tamara.coimbra

China - Uma explosão seguida de um incêndio que já dura três dias em uma fábrica de produtos químicos no Leste da China obrigou as autoridades a evacuarem quase 30 mil pessoas de localidades próximas ao acidente, que deixou seis feridos. O fogo, no entanto, já está sob controle, informaram as autoridades nesta quinta-feira.

Bombeiros tentam apagar um incêndio de grandes proporções em uma fábrica de produtos químicosReuters

Além da evacuação de parte dos moradores da região, o governo da província de Fujian precisou decretar na última terça-feira um alerta químico devido aos riscos de vazamento de substâncias tóxicas. As chamas que destruíram a unidade da Dragon Aromatics na cidade de Zhangzhou tinham sido controladas logo após a emissão do alerta.

No entanto, o fogo conseguiu atingir nesta quarta-feira dois depósitos, provocando novos focos de incêndio. As instalações são propriedade do grupo petroquímico Xianglu, grande produtor de para-xileno. A substância — usada na fabricação de roupas de poliéster e garrafas plásticas — é perigosa em caso de inalação ou se absorvida pela pele, causando danos em órgãos e no sistema nervoso.

Além dos bombeiros, o governo de Fujiam enviou mais de 650 toneladas de espuma ao local do acidente para ajudar no trabalho de controle do fogo, indicou a agência estatal "Xinhua". Até o momento, não foram registrados níveis anormais de poluição do ar ou da água por causa do incêndio.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia