Jovem de 21 anos morre após ingerir oito pílulas para emagrecer

Estudante tomou seis comprimidos a mais do que a dose letal

Por bianca.lobianco

Jovem morre após ingerir oito pílulas para emagrecerReprodução Internet

Inglaterra - Um estudante britânica de 21 anos morreu após ingerir oito pílulas para emagrecer compradas pela Internet. De acordo com os médicos, Eloise Aimee Parry, aluna da Universidade de Glyndwr, na Inglaterra, teve seu interior queimado por conta da substância conhecida como 2,4-dinitrofenol, ou DNP. Ainda segundo eles, a jovem tomou seis pílulas a mais do que uma dose letal.

Ao jornal "The Independent", Fiona Parru, mãe da garota, afirmou que as consequências foram inevitáveis: "Ela tinha tomado tanto DNP que as consequências foram inevitáveis. Eles [os médicos] nunca tiveram chance de salvá-la. Ela queimou e apagou", disse, acrescentando que a Eloise nunca teve o intuito de tirar a própria vida.

"Ela simplesmente nunca compreendeu quão perigosos eram os comprimidos que ela tomou. A maioria de nós não acredita que um comprimido de emagrecimento poderia nos matar. DNP não é uma pílula de emagrecimento milagrosa. É uma toxina letal".

A polícia espera o relatório post mortem para identificar as causas por trás do ocorrido.

A morte de Eloise fez com que as autoridades emitissem um sinal de alerta advertindo sobre os perigos de comprar substâncias online. Além de expor um problema comum nos dias de hoje, a automedicação sem prescrição médica. Os comprimidos que a estudante tomou podem ser encontrados na Internet por 70 a 100 euros (R$ 315 a R$ 450).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia