Inundação deixa pelo menos 48 mortos na Colômbia

Força Aérea do país deslocou um helicóptero com socorristas à zona para apoiar os trabalhos de busca e salvamento

Por victor.duarte

Colômbia - Pelo menos 48 pessoas morreram e várias estão desaparecidas após uma enchente causada pelo transbordamento de um riacho no município de Salgar, no nordeste da Colômbia, informaram as autoridades nesta segunda-feira. "Dos mortos, temos confirmados 48 que estão no necrotério de Salgar, mas dos desaparecidos não se sabe porque de repente as famílias foram para outros lugares", manifestou o oficial Iván Darío Viera.

Força Aérea do país deslocou um helicóptero com socorristas à zona para apoiar os trabalhos de buscaEfe

O transbordamento do riacho praticamente arrasou a aldeia de Las Margaritas, onde os organismos de resgate buscam os moradores entre os escombros. A União Nacional para a Gestão do Risco de Desastres (UNGRD) afirmou em comunicado que de acordo com informações preliminares reportadas pelas autoridades locais e pelo Ministério da Saúde, a inundação tirou a vida de 30 pessoas e causou danos em casas, pontes e infraestrutura em geral.

O organismo não descartou um número maior de vítimas e disse que mais tarde dará um balanço completo da situação. O Comando Aéreo de Combate No.5 da Força Aérea Colombiana (FAC) deslocou um helicóptero Ángel com socorristas à zona para apoiar os trabalhos de busca e salvamento. Enquanto isso, a Presidência colombiana confirmou que o chefe de Estado, Juan Manuel Santos, viajou à zona para supervisionar as tarefas de socorro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia