Naufrágio na China deixa mais de 400 pessoas desaparecidas

Trabalhadores de resgate podiam ouvir pessoas pedindo ajuda de dentro do casco do navio, informou a mídia estatal

Por clarissa.sardenberg

China - Equipes de resgate lutavam contra o mau tempo nesta terça-feira para encontrar mais de 400 pessoas desaparecidas, muitas delas turistas idosos chineses, após o naufrágio de um navio no rio Yangtze, no que pode ser o pior acidental naval chinês em quase 70 anos.

Apenas 15 pessoas foram resgatadas com vida da embarcação, na qual estavam 458, e cinco corpos foram recuperados em uma tentativa deseperada de alcançar os que ficaram presos no casco virado do Eastern Star, segundo relatos da agência estatal "Xinhua."

Socorristas podiam ouvir pessoas pedindo ajuda de dentro do casco do navio naufragado na China Reuters

Parentes de alguns dos passageiros entraram em confronto com autoridades na cidade de Xangai, onde muitos dos que estavam a bordo reservaram suas viagens, com raiva sobre o que disseram ter sido falta de informação sobre seus entes queridos.

Trabalhadores de resgate podiam ouvir pessoas pedindo ajuda de dentro do casco do navio, e a televisão mostrou trabalhadores tentando cortar o casco, informou a mídia estatal. Mergulhadores resgataram uma mulher de 65 anos com vida do navio de quatro andares.

Familiar chora ao receber notícia sobre parente que estava em naufrágio na China Reuters

A maioria dos passageiros no cruzeiro, tinha entre 50 e 80 anos, segundo uma lista divulgada por autoridades. O mais novo na embarcação era uma criança de 3 anos. A tripulação do navio era composta por 47 membros, que estavam todos a bordo, segundo relatos.

Cerca de outra dúzia de pessoas foram resgatadas e cinco corpos recuperados, relatou a mídia, deixando mais de 430 pessoas desaparecidas. Dezenas de barcos de resgate lutaram contra o vento e chuva para alcançar o navio, que estava 15 metros dentro da água.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia