Casa Branca diz 'não' a pedido de perdão de Edward Snowden

Solicitação foi feita em site, nela o americano é chamado de 'herói nacional' por divulgar programas secretos de vigilância

Por clarissa.sardenberg

Estados Unidos - A Casa Branca respondeu nesta terça-feira com um "não" o pedido feito ao presidente Barack Obama para perdoar Edward Snowden, asilado na Rússia e acusado de espionagem por revelar em 2013 os programas secretos de vigilância do governo americano.

Snowden "deveria voltar aos Estados Unidos e ser julgado por um júri popular - não se esconder sob a proteção de um regime autoritário. Neste momento ele está fugindo das consequências de suas ações", afirmou Lisa Monaco, assessora de Obama para segurança nacional e luta antiterrorista, em nota oficial.

Casa Branca diz 'não' a pedido de perdão de Edward Snowden por espionagem 

EUA dizem que Edward Snowden deve voltar ao país e enfrentar júri por crimes de espionagem Reuters

A "perigosa decisão de Snowden de roubar e revelar informação classificada teve graves consequências para a segurança de nosso país e para as pessoas que trabalham dia após dia para protegê-la", anotou Monaco.

O pedido de perdão para Snowden foi publicado no site "We the people (Nós, o povo)", hospedado dentro do site da Casa Branca em junho de 2013, pouco depois das revelações do ex-analista da CIA e da Agência de Segurança Nacional (NSA).

"Edward Snowden é um herói nacional e deveria ser emitido imediatamente um perdão pleno e absoluto por qualquer crime que ele tenha cometido ou possa ter cometido ao divulgar os programas secretos de vigilância", afirmava o pedido.

A Casa Branca deve responder aos pedidos populares quando eles alcançam as 100 mil assinaturas. Nesta terça-feira, o de Snowden somava 167 mil. Desde sua fuga e posterior asilo na Rússia, o governo de Obama insistiu que Snowden deve retornar aos EUA para ser julgado pelo crime de espionagem. A declaração desta terça sobre o caso de Snowden faz parte de um esforço mais amplo da Casa Branca para se pronunciar sobre vários pedidos populares que aguardavam resposta há tempos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia