Poluição em 'águas olímpicas' é tópico mais comentado do Twitter dos EUA

#RioWater virou assunto após apresentador desafiar membros do Comitê Olímpico a nadarem na Baía de Guanabara

Por clarissa.sardenberg

Rio - A poluição da Baía de Guanabara não é novidade para os cariocas, mas a hashtag #riowater entrou para os trend topics do Twitter dos Estados Unidos, nesta quarta-feira, depois que um famoso âncora do canal de esportes ESPN provocou o Comitê Olímpico Internacional. MIke Greenberg desafiou os membros da organização a virem ao Rio nadar com suas famílias nas águas em que os atletas irão competir.

Areias da Praia de Botafogo repletas de sujeira Bruno de Lima / Agência O Dia

"Qualquer membro do Comitê: Vá ao Rio, passe uma hora com a sua família nessa água, eu vou enviar uma equipe de filmagem e pagar as despesas do meu próprio bolso", disse Greenberg em seu programa de rádio "Mike & Mike".

"Vocês estão forçando esses atletas a escolherem entre sua saúde e o sonho olímpico", declarou Greenberg. "Esses atletas de todas as partes do mundo merecem competir sem ter que arriscar sua saúde nessas condições desgraçadas", reiterou. No site da emissora, uma gravação do programa é exibida enquanto imagens da baía poluída são mostradas.

O apresentador lançou o desafio após o ex-CEO do World Sailing, representante oficial de Vela no mundo reconhecido pelo COI, Peter Sowrey, dizer em entrevista à Associated Press (AP) que foi demitido por tentar transferir as provas da modalidade para Búzios durante as Olimpíadas.

"Eu fui orientado a me calar sobre esse assunto. A diretoria achou que eu era muito agressivo. Eles basicamente me tiraram. Eu não pedi demissão e a diretoria finalmente me mandou embora", revelou Sowrey.

Em seu programa, Mike ressaltou que o Comitê Olímpico tentou abafar o caso. Já a World Sailing disse em nota que ficou "surpresa" com a entrevista do ex-CEO, reafirmando que trabalha junto com o COI e o Comitê Organizador do Rio para fazer uma excelente competição de iatismo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia