Dias piores virão para o trânsito na região da Tijuca

Previsão é do secretário de Transportes. Ele explica que obras na Praça da Bandeira e mais carros nas ruas são os motivos

Por thiago.antunes

Rio - Depois de repetir que 2013 será lembrado com o pior ano do trânsito no Rio de Janeiro, o secretário municipal de Transportes, Carlos Osório, previu dias difíceis para os moradores da Tijuca, com mais engarrafamentos na região. O motivo são as obras que começam amanhã na Praça da Bandeira e que fazem parte do projeto para prevenir alagamentos no local.

A previsão de duração dos transtornos é de dois meses. Osório explicou que será fechado um trecho da Rua Mariz e Barros, que terá reflexos na Radial Oeste. “Queria avisar aos moradores da Tijuca que o trânsito vai piorar a partir da próxima semana. Quem puder deve utilizar o metrô ou ônibus para ir ao Centro, principalmente nos horários de pico”, pediu o secretário, após apresentar palestra na 3ª Conferência Cidades Verdes, nesta quinta-feira, no Centro. Ele lembrou que há 100 frentes de obras na cidade neste momento.

Os problemas no trânsito do Rio e de outras metrópoles ocuparam a maior parte do debate na conferência. E o aumento do número de carros, aliado ao transporte público de baixa qualidade, foram sempre considerados os principais culpados. 

O coordenador do Plano Diretor de Transportes Urbanos (PDTU) do Rio de Janeiro, Willian Aquino, disse que, desde 2003, o número de carros circulando na região metropolitana têm aumentado 4% ao ano, em média, e o de motos, 8%. “Se o atual ritmo for mantido, o Rio terá engarrafamentos ainda maiores, mesmo se todas as vias forem duplicadas em dez anos, o que seria impossível.”

Medidas para restringir o uso de carros nas cidades, aliadas à melhoria do transporte público, foram apontadas na conferência como parte das soluções para a mobilidade. Entre as medidas sugeridas por especialistas estão o IPVA variável (de acordo com o uso do carro), pedágio urbano e taxação de estacionamentos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia