Paty Fonte: Educação Infantil é lei

Muitos pais, ignorantes pedagogicamente, desconhecem a relevância da Educação Infantil na vida estudantil

Por O Dia

Rio - A nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira foi alterada e, dentre as mudanças, determina obrigatoriedade de matricular as crianças aos 4 anos na escola. Para nós, profissionais da Educação, é um grande avanço, já que sabemos da importância deste período para o pleno desenvolvimento das capacidades motoras, cognitivas, afetivas e de relacionamento social que facilitarão todo o processo ensino-aprendizagem no futuro.

Muitos pais, ignorantes pedagogicamente, desconhecem a relevância da Educação Infantil na vida estudantil, e a nova lei propicia para que todos, sem distinção, tenham as mesmas possibilidades. Entretanto, é preciso enfatizar que além de garantir as vagas o governo deve atentar para a capacitação da equipe docente, oferecendo condições favoráveis e ambientes propícios a um trabalho eficaz e de qualidade.

Na Educação Infantil acontece o desenvolvimento da autonomia e são feitas descobertas significativas através do momento em que se exploram as múltiplas linguagens e inteligências, a relação interpessoal e a inserção social. Ludicamente, as crianças iniciam seus conhecimentos nas diversas áreas de estudo, compreendem seu lugar no mundo, desenvolvem potencialidades corporais, emocionais, estéticas e éticas, adquirindo confiança para crescer de modo saudável e feliz.

Oxalá a lei não se transforme em mais um entrave da Educação, com salas superlotadas e professoras servindo de babá, mas seja, realmente, encarada com a seriedade e responsabilidade que as crianças merecem.

Educadora especialista em pedagogia de projetos e escritora

Últimas de _legado_Opinião