Mais Lidas

Indio da Costa: Legado humano da Olimpíada

Gerir a coisa pública para cuidar do Rio e das pessoas sempre foi minha paixão

Por bferreira

Rio - Gerir a coisa pública para cuidar do Rio e das pessoas sempre foi minha paixão. Ao receber o convite do prefeito Eduardo Paes para fazer a gestão da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, tive a oportunidade de cuidar diretamente das pessoas e assumi o compromisso de prestar contas periodicamente. Afinal, a transparência é o único caminho de fortalecimento na relação sociedade-governo.

Quando aprovei o novo texto da Lei da Ficha Limpa, como deputado federal relator da Lei, queria excluir os maus políticos da vida pública. E, num país com escassos recursos, mau político também é o gestor que esquece que sua função é servir a quem precisa. Por isso, nos esforçamos para que a prática esportiva exerça seu papel fundamental no desenvolvimento individual e das famílias dos nossos clientes-cidadãos.

Focamos em somar esforços para fortalecer as políticas essenciais. Criamos conselho técnico para melhorar o desempenho conjunto das secretarias de Esportes, Saúde e Educação. A presidência é de um servidor público concursado, do quadro da Educação, formado em Educação Física.

Sabemos que o esporte também proporciona ascensão socioeconômica e, para dar oportunidades, precisamos atrair a maior quantidade de alunos da rede pública para a atividade física nas Vilas Olímpicas. Focamos em desenvolver atividades psicomotoras no contraturno, tanto nas vilas quanto dentro das escolas. Isso de forma que divirta a criança e ela se sinta atraída para atividades esportivas através da brincadeira. O programa já tem fila de espera nas escolas.

Gerenciada pela Secretaria de Saúde, a Academia Carioca para a Vila do Encantado foi expandida. Atendemos à demanda reprimida da Clínica da Família, que, entre outros ganhos, evita enfarte e hipertensão. Na busca de referências mundiais, conquistamos o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento, que possibilita nova metodologia de ensino. Integrados com outra instituição de renome, o Banco Mundial, iniciamos o registro do impacto do trabalho desenvolvido em cada aluno para saber quais mudanças a prática esportiva está causando no desenvolvimento escolar, no social e na relação com seus familiares. O esporte melhorou a vida dele ou não?

A cada dia me encanto mais pelos exemplos de competência, dedicação e superação de esportistas, profissionais de Educação Física e servidores públicos que, com amor em suas ações, desenvolvem silenciosamente o legado humano das Olimpíadas. Uma obra que se incorporada a hábitos saudáveis, renderá frutos para a saúde, educação e segurança de muitas gerações.

Secretário municipal de Esportes e Lazer

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia