Fábio Gonçalves: Você está preparado?

Cerca de 40 órgãos pelo país devem abrir mais de 20 mil vagas em diversos de cargos

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - O ano de 2015 começa com perspectiva muito promissora para quem deseja estudar para concurso público. Cerca de 40 órgãos pelo país devem abrir mais de 20 mil vagas em diversos de cargos, tanto para Ensino Médio, com salários acima de R$ 3 mil, quanto para o Superior, com salários acima de R$ 7,5 mil. E, com tantas oportunidades, o ideal é começar a se preparar desde já.

A primeira grande vantagem é que os concursos não exigem experiência anterior e estão abertos a pessoas de 18 até 65 anos de idade em grau de igualdade. Em segundo, ter em mente que os concursos públicos funcionam como espécie de fila. Para quem se dedica e estuda, uma hora necessariamente a vez vai chegar. Qual a chance de entrar, por exemplo, em uma fila de banco e nunca ser atendido? A única chance é desistir e ir embora. Nos concursos acontece a mesma coisa. Se começar a estudar e não desistir, ou seja, ‘não sair da fila’, uma hora a vez vai chegar.

Depois, entenda que existe similaridade de matérias nos concursos. Por lógica, algumas disciplinas sempre estarão presentes na maioria das provas. Mais de 80% das matérias são as mesmas em quase todos os concursos semelhantes. Por isso, ao estudar para uma seleção, você estará se preparando para outras ao mesmo tempo. Assim, é possível escolher grupos de interesse e eliminar os que não são prioritários, evitando desvios no caminho.

A dica é, então, ficar sempre de olho em todos os concursos em pauta, analisar o edital e ver se as matérias são semelhantes. Estude e prepare-se, já que há a promessa de publicação de muitos editais. A sua hora vai chegar, e espero que seja ainda em 2015.

Fábio Gonçalves é especialista em concursos públicos

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia