Mais Lidas

Morro do Borel ganha mosaico com imagem de Martin Luther King

Mosaico ficará no Terreirão, área no meio da comunidade e que é uma espécie de cartão de boas-vindas

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - O Terreirão, área no meio do Morro do Borel que funciona como uma espécie de cartão de boas-vindas, vai ganhar em breve um mosaico estilizado com a imagem do pastor Martin Luther King, e uma de suas frases. Militante dos direitos civis e principal líder da luta contra as leis segregacionistas que existiam nos Estados Unidos nos anos 60, Luther King foi assassinado em 1968 por causa de seus ideais.

“As frases dele são fortes. A ideia é provocar uma reflexão na rapaziada sobre direitos humanos”, conta Jovino Neto, coordenador da ONG Jocum, que cuida da revitalização do espaço. Por sua luta, Luther King recebeu o Prêmio Nobel da Paz. “Ele é um exemplo para todos nós.” O mosaico vem sendo construído nas folgas de Luiz Carlos Leandro (foto abaixo), que trabalha como porteiro à noite num prédio na Tijuca.

Terreirão%2C no Morro do Borel%2C ganha mosaico com imagem do líder negro Martin Luther KingDivulgação

Luiz Carlos, de 42 anos, conta que já tem 13 mosaicos na favela, com imagens de Renato Russo e Bob Marley, cantor jamaicano e precursor do reggae. No entanto o seu xodó é o mosaico com o rosto de Zico, na porta de sua casa. “Meu estilo se chama stencil. Desenho antes e depois junto os cacos”, conta Luiz Carlos.

Fica capitão Rocha 1

A saída do Capitão Márcio Rocha da UPP do Santa Marta, dia 2, mexe com os moradores da favela. Muito querido por se misturar à população, ajudando em atividades simples como limpeza de lajes ou montagem de eventos, Rocha ganhou um vídeo em sua homenagem e uma página no Facebook pedindo sua permanência. Os moradores prometem resistir.

Fica capitão Rocha 2

Um dos líderes do movimento, que tem até abaixo-assinado ainda aberto a novas adesões, o presidente da Associação de Moradores local, José Mário Hilário, pediu reunião com o secretário José Mariano Beltrame. Ele quer saber a razão da mudança e deixar claro que ela não agrada à comunidade. Rocha será transferido para a UPP Camarista Méier.

A UPP CHAPÉU MANGUEIRA surpreendeu os mototaxistas da favela com uma blitz diferente no Natal. Em vez de pedir documentos, policiais paravam as motos e ofereciam lubrificantes de motor em papel de presente. A iniciativa, com apoio da Happy Motos, agradou.

?Penélope no Alemão

?Para montar um bom negócio não é preciso dinheiro. A máxima fez a cabeça da baiana Solange Monteiro, que há um ano trocou a dureza da vida de diarista para se transformar na Penélope Charmosa do Alemão. “Já vendia cosméticos quando decidi fazer um curso e aprendi como calcular preços e fazer planilha de custos” conta ela, que circula pela favela com sua moto.

?Diferencial rosa

?A disponibilidade 24 horas por dia é o seu principal diferencial. “Eu não tenho hora. Muitas vezes acontece de receber ligações, à meia-noite, de clientes que esqueceram de comprar os presentes. E vou até eles”, diz. Em sua casa na comunidade, transformou uma saleta em escritório, onde armazena e expõe perfumes, cremes e outros produtos de beleza feminino.

?Folia de Reis no Morro da Formiga

?O Morro da Formiga, na Tijuca, está em festa. Este fim de semana acontece mais uma Folia de Reis na comunidade, com a Brilhante Estrela do Oriente descendo as vielas, sábado, e subindo domingo. O movimento existe há pelo menos 50 anos na favela. “A criançada fica louca”, conta André da Formiga, do grupo TransFormiga. Há três tipos de canto durante o percurso: a marcha, quando está em movimento, a licença, quando entra na casa de quem a convidou, e o da saída. “É um ritual religioso. Podem chegar, porque é inesquecível.”

?AGENDA

BLACK SANTA

O movimento de resistência negra em Santa Teresa faz mais uma festa no Morro dos Prazeres neste sábado, às 18h na Praça Doce Mel, e promete black music, hip hop e charme.

PONTO CINE

A comédia ‘A Noite da Virada’, com Luana Piovani e Marcos Palmeira, está em cartaz no Ponto Cine Guadalupe, na Estrada do Camboatá. Ingressos a apenas R$ 4.

NEGRAS NO DULCINA

O Teatro Dulcina, no Centro, abre neste sábado para a IV Mostra Internacional de Arte da Mulher Negra (Mimunegra), com entrada franca. Vó Maria (Personalidade), Dona Ivone Lara (Música), Lia Vieira (Literatura), Eliete Miranda (Dança), Aduni Benton (Teatro) e Renata Felinto (Artes Visuais) serão homenageadas com o prêmio Divas 2014. O evento, com exposição fotográfica, começa às 15h e segue até 22h.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia