Rio, Meca do turismo em favela

Cidade é a que mais aproveita suas favelas para atrair turistas

Por nicolas.satriano

Rio - Não tem pra Cidade do México, Kingston, na Jamaica, ou Los Angeles, no rico Estados Unidos. A cidade do planeta que mais aproveita suas favelas para atrair turistas, hoje, é o Rio de Janeiro.

Esta é a conclusão da tese do pós-doutorado do americano Alessandro Angelini, 37 anos, que há 13 anos pesquisa as periferias brasileiras. Seu estudo está sendo feito para a London School of Economics (LSE), uma das mais respeitadas no meio, em colaboração com mais duas universidades européias.

Rio é o principal polo no mundo de visitas turísticas em favelas Paulo Araújo / Agência O Dia

“O turismo nas favelas daqui é muito mais avançado economicamente, e simbolicamente, do que no México e Los Angeles, por exemplo. Talvez mais do que em qualquer outra cidade do mundo”, emenda. Angelini prepara-se ainda para lançar o livro ‘Favela Modelo: Juventude e Segunda Natureza no Rio de Janeiro’, inspirado no Projeto Morrinho, da Pereira da Silva, onde mora.

Alessandro acha que, com a entrada de turistas nas favelas, está havendo a reunificação da cidade.

“É um desafio ao conceito de cidade partida.” Mas nem tudo são flores, já que visitantes e investidores estariam focados apenas na Zona Sul, criando novos problemas nas comunidades.

“E ainda existem outras zonas imensas na cidade virtualmente esquecidas.”

Apesar de não ter dados consolidados, Alessandro afirma que o turismo nacional tem crescido nos últimos anos nas favelas.

“Sobretudo de paulistas e gaúchos, que têm subido o morro.”

Para ele, falar de favela como uma coisa só é um grave erro. “Toda favela é um mundo, com laços sociais e lutas locais que merecem ser entendidos no seu contexto histórico e cultural.”

UPP do asfalto

O lançamento da Companhia Integrada de Polícia de Proximidade, quarta-feira, na Praça Verdun, na Tijuca, terá uma novidade: monitoramento constante dos índices de criminalidade e do estado psicológico dos policiais. “Isso nos permitirá ajustes conforme o crime se movimentar”, diz o coronel Robson Rodrigues, chefe do Estado-Maior da PM.

O monitoramento será feito pelo Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec), da Universidade Cândido Mendes. Antes de entrar em ação, os 138 policiais foram submetidos a testes, que serão refeitos periodicamente. “Teremos oito meses de avaliação. Aplicamos até questionário on line para facilitar”, conta Sílvia Ramos, coordenadora do Cesec.

Oficina de doces lidera ranking do Sesc

Sucesso do Sesc, a Carreta Escola de Gastronomia elaborou um ranking com os cursos que mais formaram empreendedores, e descobriu que os que ensinam a fazer doces para festas é o campeão de audiência. Dos 1.234 alunos atendidos nestes quatro anos de trabalho, 245 aprenderam esta técnica.

Em segundo lugar está o que ensina os jovens a serem garçons, com 207 inscrições, seguido por confeitaria (187) e salgados para festas (174) — o de pizzaiolo teve 134 formados. O curso atende comunidades pacificadas.

Agenda

Ação em Gramacho
Amanhã, a partir das 10h, a ONG Corrente pelo Bem fará ação social no lixão de Gramacho, que beneficiará mais de 500 famílias, e pede doações de alimentos e brinquedos.

Charme em Madureira
A partir desta sexta, Madureira terá mais um reduto da Black Music, além do Viaduto. O Charme Alegria estreia com Janderson Jacaré DJ. Desde 19h, na Pc do Patriarca.

Teatro na Vila Kennedy
Mãe e filho à procura de amor pela Internet é o tema da peça ‘De Mãe para Filho’, encenada hoje, às 19h, no Teatro Mário Lago, Rua Redondo 2, Vila Kennedy. Entrada franca.

Babilônia
A ONG SOS Dental realiza, nesta segunda, ação social na Babilônia, Leme, com a intenção de atender 150 crianças e adolescentes, com direito a kit higiênico e fluoretação.

Fechada a parceria com a Adobe

O Espaço Cultural Fazendo Arte, no Turano, prepara oficina de cinema na favela. “Queremos que as pessoas reflitam sobre suas realidades”, conta Evandro Machado, coordenador do espaço. A Adobe cedeu softwares e equipamentos digitais.



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia