A PM casamenteira do Santa

'As UPPs são uma vocação. Só deveriam ter policiais que quisessem trabalhar nelas'

Por nicolas.satriano

Rio - Ela tem apenas 33 anos e um sonho: transformar as UPPs em Unidades de Políticas Públicas. Madrinha de casamentos e batismos no Santa Marta, onde está há quase dois anos, e no Macacos, comunidade que a viu estrear na função de policial de proximidade, a soldado Danielle Valério tem no currículo a organização de mais de 30 festas de casamento coletivo e de 15 anos.

Apenas 33 anos e um sonho%3A transformar as UPPs em Unidades de Políticas PúblicasAndré Balocco / Agência O Dia

“As UPPs são uma vocação. Só deveriam ter policiais que quisessem trabalhar nelas”, diz a professora, que trocou as salas de aula por aulas de reforço nas comunidades, após passar no concurso da PM. Graças a seu esforço, a UPP do Santa Marta tem mil livros na sua ‘UPPoteca’, como ela chama o acervo que juntou em cinco anos. Apesar de defender o projeto, Dani pensa em deixar a polícia. Vislumbra a chance de melhorar de salário caso passe no concurso da Secretaria de Administração Penitenciária. E a vocação, para onde vai numa penitenciária? “Vai continuar”, garante.

Estresse nos 'Cras'

O estresse é o grande drama dos assistentes sociais que atuam nos 43 Cras (Centro de Referência de Assistência Social) da prefeitura. Para minimizar o problema, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social lançou ontem a 3ª fase do projeto ‘Cuidar de Quem Cuida’. “O foco agora é melhorar a relação com os cidadãos”, diz o vice-prefeito Adílson Pires.

UPPs que dão certo

Levantamento do coleguinha Flávio Araújo, daqui do DIA, em cima dos dados divulgados pelo ISP, mostra que oito das 35 UPPs atravessaram 2013 e 2014 sem mortes em seus territórios — sejam homicídios ou autos de resistência. São elas Santa Marta, Formiga, Salgueiro, Escondidinho/Prazeres, Fé/Sereno, Manguinhos, Cerro Corá e Arará.

Hip Hop finlandês

A quarta-feira será de festa no conjunto habitacional Parque Valdariosa, em Queimados. Peleface, cantor de hip hop mais conhecido na Finlândia, dará um workshop de Beatmaking para 25 jovens da comunidade que sonham ganhar a vida com o ritmo. O encontro terá ainda a presença de músicos da trupe e o cantor e ator Joonas Saartamo, também finlandês.

Chance na Rio 2016

Precisando de 22 mil almofadas para a Vila Olímpica, o Comitê Rio 2016 vai priorizar a produção das comunidades e periferias: foi aberto um concurso em que costureiras, artesãs e cooperativas podem se inscrever até dia 22, através do site www.rio2016.com/sustentabilidade. O gasto previsto é de R$ 12 por almofada, o que dará R$ 266 mil no total.

Culinária da Maré é bicampeã nacional

O projeto Maré de Sabores ganhou pela segunda vez o Prêmio Objetivos do Milênio, do governo federal, para valorizar ações que contribuem para o cumprimento das metas. O Maré de Sabores oferece oficinas de gastronomia no complexo e já formou 300 mulheres. Além da formação profissional, que já resultou na criação de um bufê, o projeto também oferece curso de Gênero e Cidadania. A coordenação do prêmio é feita pelo Ipea e a Escola Nacional de Administração Pública.

Agenda

CARTOGRAFIA DA FOLIA
Hoje o pesquisador Leandro Rodrigues apresentará sua tese sobre a folia na região portuária do Rio. A partir das 14h, no Museu de Arte do Rio, o MAR, na Praça Mauá.

GRAFITE NA ROCINHA
Acontecerá hoje um mutirão para grafitar a Rocinha, organizado pelo artista plástico local Wark. Estrada da Gávea 425, próximo à oficina do Buba. A partir das 9h.

MUTIRÃO NO CANTAGALO
Hoje os moradores do Cantagalo vão revitalizar os 23 canteiros da lateral do Brizolão no alto do morro. A partir das 13h. Pedem a quem puder levar materiais de jardinagem.

FUTEBOL NA MINEIRA
Amanhã é dia de decisão na Arena Mineira, lindo campo sustentável da favela do Catumbi. Pela ‘Libertadores’, jogam Couro Come x Máquina 2 e Corinthians x Tirol. Às 15h.

Com Tássia di Carvalho

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia