Por adriano.araujo

Rio - Um trem e a estação de Campos Elíseos, do ramal Saracuruna, foram alvos de atos de vandalismo na noite desta quinta-feira, de acordo com a SuperVia. A composição teve a viagem interrompida após um desarme de energia e causou a ira dos passageiros.

Segundo a concessionária, o problema ocorreu às 19h34 quando o trem, que seguia da Central do Brasil para Saracuruna, parou após o desarme impedir o fornecimento para a rede aérea no local. Cerca de 300 passageiros desembarcaram nos trilhos e andaram até a plataforma da estação, de acordo com a empresa com o auxílio de agentes.

Ao chegarem na plataforma, alguns dos passageiros atiraram pedras contra o trem e depredaram a estação. Dois validadores de cartões foram arrancados, todas as lâmpadas da estação quebradas, um portão foi arrombado, lixeiras foram arrancadas e uma placa indicativa com o nome da estação danificada.

O GPFer (Grupamento de Polícia Ferroviária) e o 15º BPM foram acionados pela SuperVia para reforçar a segurança das estações. Uma equipe de manutenção trabalhou durante toda a madrugada para reparar os danos causados.

Ainda na noite desta quinta-feira, a circulação no ramal Saracuruna foi suspensa por conta de tiroteio na comunidade de Mandela, em Manguinhos. O seguidor de O DIA 24 Horas Douglas Mendonça (@MendoncaDouglas) postou uma foto da estação Saracuruna fechada. Ainda segundo ele, o resultado da depredação em Campos Elíseos ainda pode ser vista na manhã desta sexta-feira.

Nesta quinta-feira%2C estações do ramal Saracuruna foram fechadasSeguidor %40MendoncaDouglas


Você pode gostar