Chuva castiga interior do estado

Rio Quitandinha, em Petrópolis, entrou em alerta máximo, e em Barra Mansa ruas ficaram alagadas. Na Baixada sirenes foram acionadas

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - A chuva que caiu no estado do Rio causou transtornos em várias cidades nesta quinta-feira e madrugada de sexta-feira. Em Petrópolis, na Região Serrana, o Rio Quitandinha entrou em alerta máximo no início da tarde, retornando para vigilância no fim da noite. Já em Barra Mansa, na Região do Médio Paraíba, moradores relataram que houve alagamentos por todo o município. Fotos foram enviadas para o WhatsApp do DIA (98762-8248).

Ruas de Barra Mansa ficaram debaixo d'água após forte chuva que atingiu regiãoLeitor WhatsApp O DIA (98762-8248)

Em Magé, na Baixada Fluminense, sirenes alertaram moradores de seis comunidades para risco de desabamentos. Também na Baixada, o Rio Pavuna, em São João de Meriti, também chegou a ficar em estado de alerta.

Chuva de granizo atingiu o distrito de Papucaia%2C em Cachoeiras de MacacuLeitora Carla Oliveira

Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), os demais rios da Baixada e da Região Serrana entraram em atenção, assim como os de Barra Mansa e o Rio Mambucaba, em Angra dos Reis, na Costa Verde.

No Norte e Noroeste do estado, em São Gonçalo, Niterói, Paracambi e Macaé, os rios permaneciam em estado de vigilância durante as primeiras horas da sexta-feira.

Em Papucaia, distrito de Cachoeiras de Macacu, moradores registraram uma chuva de granizo no bairro Agrobrasil.

O registro foi feito por volta das 15h30. "Tempestade de granizo que durou mais de 20 minutos. Apavorante!", disse Carla Oliveira.

Na capital, a chuva provocou falta de luz em alguns bairros. Por volta das 19h, o município entrou em estágio de atenção e as chuvas se concentravam principalmente na Zona Norte.

Às 4h07 de sexta-feira, o Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que o município retornou ao estágio de normalidade.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia