Vias do Rio entram em estado de atenção com possibilidade de chuva

Segundo meteorologistas, o volume de chuva esperado para quinta-feira é parecido com o de abril de 2011

Por paulo.lima

Rio - A possibilidade de chuva forte para o fim da tarde desta quinta-feira para todo o estado do Rio de Janeiro deixou todas as vias e sistemas de transporte do município e região metropolitana em alerta. O Centro de Operações Rio informa que a capital encontra-se em estágio de atenção desde o início da manhã desta quinta-feira.

Segundo a CCR, a Ponte Rio-Niterói está monitorando a aproximação da zona de instabilidade através do seu centro de controle e, caso esta venha com a força esperada, equipes da concessionária estarão na pista e seguirão os protocolos de segurança, com comboios operacionais e sinalização especial para auxiliar a visibilidade do motorista.

No trecho carioca da BR-101, em Niterói e São Gonçalo, encontra-se em alerta, segundo a Autopista Fluminense, concessionária que administra a via. O centro de controle operacional está monitorando a via e, caso haja a chuva esperada, equipes da concessionária estarão na via para atender todas as ocorrências necessárias.

Um plano de contingência está sendo preparado também na Via Dutra. Segundo a CCR Nova Dutra, o plano prevê aberturas emergenciais a cada cinco quilômetros ao longo dos 402 quiklômetros de extensão da via e caso seja necessário, há possibilidade de desvios de tráfego para vias secundárias e retornos. Também há reforço da equipe e maior monitoramento da estrada.

O BRT está monitorando. De acordo com a concessionária, o centro de controle do sistema de transportes também está monitorando a aproximação da chuva e está em comunicação constante com a Prefeitura do Rio, a fim de tomar as decisões adequadas e prevenir catástrofes. As Barcas também estão com seu setor operacional de prontidão

Com situação mais delicada, a Rodovia Rio-Teresópolis também encontra-se em alerta para a possível precipitação da tarde. Segundo informações da Concessionária Rio-Teresópolis (CRT), que administra a via, postos de controle estão monitorando a aproximação da frente fria e, dependendo do volume de chuva, o trecho da serra pode fechar para preservar a segurança dos motoristas. Em outros trechos da via, será acionado um plano de contingência normal.

Os meteorologistas indicam que a chuva prevista para a tarde desta quinta-feira podem ser comparadas aos eventos de abril de 2011, quando choveu 79% a mais que o previsto para aquele mês e dezembro de 2013, quando o volume de chuva ficou 73% a mais que o esperado. Também está prevista rajadas de vento, descargas elétricas e queda de temperatura.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia