Um Pouco de História: Serra de Gericinó, grande patrimônio

Genesis Torres fala sobre o conjunto de montanhas localizado na região central da Baixada Fluminense

Por ramon.tadeu

Entre os maciços da Tijuca, Pedra Branca e o paredão da Serra do Mar, encontramos o Maciço do Gericinó, um conjunto de montanhas plantado bem na área central da Baixada Fluminense. Em sua volta estão os municípios de Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis, Seropédica e os bairros da Zona Oeste e da Zona Norte do Rio de Janeiro. Recebe denominações locais de Serra de Madureira, Gericinó e Mendanha. Sua altitude é de 887 metros e seu ponto culminante é o Pico do Guandu, com 964 metros.

Grande parte do Gericinó pertence à era Cenozóica do período Terciário, com aproximadamente 500 milhões de anos. Em 1977, os geólogos André Calixto Vieira e Victor de Carvalho Klein desenvolveram estudos sobre a geologia do Estado do Rio pela UFRRJ e, analisando fotos aéreas de Nova Iguaçu, constataram ocorrências de rochas vulcânicas que, dispostas de forma circular, cobriam uma extensa área da Serra de Madureira, no Maciço do Gericinó. Durante o período de 1977 a 1979, realizaram mapeamentos geológicos e, em 1980, publicaram os resultados dos seus estudos, ficando constatado em Nova Iguaçu a existência do único vulcão brasileiro.

Parque do Gericinó fica na área central da Baixada Divulgação

Em 19 de dezembro de 1979 foi noticiada, em sessão extraordinária da Academia Brasileira de Ciências do Rio de Janeiro, a descoberta do Vulcão de Nova Iguaçu. O duto vulcânico está localizado no extremo norte da Serra de Madureira. O material expelido pelo vulcão extinto há aproximadamente 40 milhões de anos é encontrado espalhado até as proximidades de Mesquita e no Parque Municipal de Nova Iguaçu.

Este conjunto montanhoso é tão importante pelas suas especificidades que foi criada a Unidade de Conservação Ambiental do Maciço Gericinó-Mendanha, compreendendo toda a área situada acima da cota de 100 metros de altitude e integra a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, homologada em 1992 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A área foi considerada Floresta Protetora da União pelo Dec. Lei n° 3.889/41. Posteriormente, foi autorizada a criação da Área de Proteção Ambiental (APA) pela Lei n° 1.331/88.

Em 1989, a Lei n° 1.483 define a cota altimétrica dos 80 metros como limite da APA e autoriza o poder público de Nova Iguaçu a criar o Parque do Mendanha.s preocupações de preservar a área devem-se aos significantes valores ambientais. O conjunto orográfico, de cerca de 80 milhões de anos, formado pelas serras do Mendanha e Madureira e Morro do Marapicu, foi um dos poucos focos de intensos fenômenos de vulcanismo no Estado do Rio de Janeiro, resultando daí uma formação geológica única.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia