Para se deliciar à mesa, com toda devoção

Boteco Devoto se inspira na mística religiosa para satisfazer o corpo

Por nicolas.satriano

Em tempos de quaresma e jejum, só mesmo um cardápio do céu para reunir no mesmo lugar ‘santas entradas’, ‘petiscos celestiais’ e um ‘almoço divino’. Você ainda tem tempo para uma ‘reza de boteco’ e a ‘hora do pecado’, que não vai sair da graça. Brincadeiras à parte, o Boteco Devoto (Rua Ivan Vigné 125, Centro, Nova Iguaçu, tel.: 2668-1062) se destaca na Baixada pela culinária de qualidade e por ser ponto de diversão e lazer.

Imagens de santos como São Jorge e Santo Antônio, de Nossa Senhora Aparecida e do Cristo Redentor nas paredes reforçam a mística do estabelecimento, que funciona de segunda-feira a domingo, das 11h30 às 2h30.

À tarde, no almoço, os pratos executivos, com duas guarnições, custam a partir de R$ 14,90. Há opções a la carte, como o risoto de rabada, que custa R$ 34,90. “Utilizamos o próprio caldo da rabada, queijo ralado, alho poró, agrião, pimentão colorido, salsinha, temperos e iguarias e mostarda amarela na finalização. Mas a mística não posso revelar”, diz o chefe de cozinha Rodolfo Fragoso.

O gerente Fleura brinda com o ‘Santo Grau’ e convida para a feijoadaCarlos Moraes / Agência O Dia

Como todos somos pecadores, tem ‘a hora do pecado’, que são as sobremesas, como a devotinha (torta de chocolate quente com recheio de chocolate derretido e sorvete).

À noite, o forte da casa são os ‘petiscos celestiais’, entre eles o Tirando Onda com o Ex-presidente (camarões e lulas empanados com molho rosé), servido a R$ 49,90. Tem ainda o ‘Santo Grau’, que é o chope servido numa tulipa tubo para conservar a temperatura. Custa R$ 5,99. Mas, se for consumido na ‘santa hora’ — de terça à sexta-feira do meio-dia às 19h —, o preço cai para R$ 3,99. Os ‘drinques celestiais’ vão de R$ 14,90 a R$ 19,90. São 12.

Estilos como MPB, rock,pop, samba e sertanejo universitário ditam o ritmo musical, de quinta-feira a domingo, sempre a partir das 20h. “Vamos fazer uma feijoada com roda de samba no dia 22 de abril, em homenagem a São Jorge”, adianta o gerente, Fleura Baroni.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia