Campos terá R$ 466 milhões do governo federal para mobilidade

Dilma Rousseff assina convênio com prefeita Rosinha para projetos de aeromóvel e VLT

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - A presidenta Dilma Roussef assinou com a prefeita Rosinha Garotinho convênio para o projeto que cria um aeromóvel em Campos dos Goyutacazes. Orçada em R$ 462 milhões, a obra é considerada importante para a mobilidade urbana no município. O projeto conceitual foi readaptado pelo Ministério das Cidades, e seguirá o modelo do aeromóvel criado no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre (RS). Campos também receberá R$ 1 milhão para a elaboração de estudos de viabilidade técnica e econômica para a implantação de um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

A Secretaria Especial dos Portos está concluindo os estudos do projeto do Complexo Logístico e Industrial de Farol-Barra do Furado, em que o Governo Federal entrará com R$ 110 milhões. O complexo fica no município de Quissamã e tem a divisa com Campos estabelecida pelo canal das Flechas. O governo do estado deverá entrar com R$ 20 milhões; a Prefeitura de Campos, com R$ 133 milhões; a Prefeitura de Quissamã, com R$ 42 milhões, e as empresas privadas STX Brasil, BR Offshore, Alupar e Dock Shore aportarão mais R$ 1 bilhão em investimentos.

Complexo portuário deverá receber R%24 110 milhões em recursos federaisDivulgação

O empreendimento abrigará dois estaleiros, um terminal de estocagem de derivados de petróleo, um entreposto pesqueiro, além de um condomínio industrial e de serviços. Haverá um ponto de apoio às plataformas, 100 km mais próximo do que a base de Macaé.

“Serão 3.500 trabalhadores diretos e cerca de 9 mil indiretos. A região será integrada a grandes pólos, como o Porto do Açu, Macaé e o Comperj”, explicou o secretário de Petróleo, Energias Alternativas e Inovação Tecnológica, Marcelo Neves Barreto. A previsão é que o projeto esteja pronto e comece a operar em outubro de 2015.

“É um momento muito especial e que expõe o respeito da presidenta Dilma às políticas públicas que estamos implementando, que preparam Campos para o ritmo acelerado de desenvolvimento econômico que vivemos nestes últimos anos”, disse Rosinha. A prefeitura começará a pagar o financiamento do aeromóvel somente 48 meses após as obras. O pagamento será feito em 26 anos, com recursos dos royalties do petróleo. Serão implantados 13 quilômetros de linha, com 11 estações.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia