Resende oferece abatimento de 50% em tributo para contrato de serviços locais

Município dá desconto no IPTU para aumentar ISS

Por thiago.antunes

Rio - Moradores de Resende, no Sul Fluminense, estão perdendo dinheiro. É o que garante a subsecretária de Fazenda do município, Norma Chafin. Quem consome serviços na cidade pode ter descontos no IPTU, mas muitas pessoas nem sabem disso. O benefício é garantido pela Lei 2.604 de 1° de agosto de 2007, que instituiu a nota fiscal de serviços eletrônicos no município.

“Queremos que a população saiba desse direito. Além do desconto, isso é um incentivo para que os prestadores de serviços gerem a nota, o que aumenta a arrecadação e devolve os recursos como investimentos para a cidade. Cerca de 70 pessoas já sabem disso e usufruem o benefício, mas emitimos aproximadamente 30 mil carnês. Ou seja, menos de 1% do total”, ressaltou a subsecretária.

A lei diz que qualquer pessoa que contrate serviços na cidade pode utilizar 30% do valor do Imposto Sobre Serviços (ISS) para abatimento de até 50% no valor total de seu IPTU. O contribuinte deve entrar no site da prefeitura e se cadastrar. A partir do momento que contratar o serviço, o cidadão deve solicitar a emissão da nota fiscal e informar seu CPF ou CNPJ ao prestador. Isso vai credenciá-lo para receber o benefício. Assim, toda nota que ele solicitar, o emitente lança automaticamente o crédito para o cliente.

Norma Chafin frisou que a lei também garante 10% de abatimento para pessoas jurídicas. “Em novembro de cada ano, o contribuinte deve entrar no site e dizer sobre qual imóvel ele deseja abatimento do IPTU. Pode ser qualquer um. Não precisa ser o dele”, explicou. De acordo com a subsecretária, a lei beneficia também o município, já que há o incentivo da legalização dos prestadores de serviços da cidade que, para emitir a nota eletrônica, deve possuir alvará de funcionamento.

Aeroporto e planos de saúde na mira

Cabo Frio iniciou uma grande operação para fiscalizar o recolhimento do Imposto Sobre Serviços (ISS) no município. A ação da Secretaria de Fazenda tem como objetivo orientar os contribuintes e verificar a regularidade das empresas, atestando se estão inscritas corretamente no cadastro municipal, e se possuem alvará de localização e funcionamento.

De acordo com a secretaria, a meta é diminuir a inadimplência em relação ao tributo para aumentar a arrecadação. Os fiscais da Fazenda estão atuando em seis áreas: Aeroporto Internacional, planos de saúde, agências bancárias, cartórios, casas noturnas e academias.

Além das ações já em andamento, as equipes fiscalizaram alguns dos bancos com agências na cidade. Somente nesta ação, as autuações já chegam a um valor superior a R$ 10 milhões. Na casa noturna Espaço Prime, na Praia do Siqueira, foi checado se o movimento da bilheteria estava sendo corretamente computado para fins de recolhimento do ISS aos cofres do município.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia