TCE manda Petrópolis adiar licitação de serviços de limpeza urbana

A previsão é de que os serviços sejam realizados no prazo de 24 meses

Por vinicius.amparo

Rio - Na sessão plenária desta quinta-feira (5/2), os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) decidiram pelo adiamento do edital de concorrência da Prefeitura de Petrópolis (Região Serrana) destinado à contratação de serviços de limpeza urbana e operação do aterro sanitário do município. A previsão é a de que os serviços serão realizados no prazo de 24 meses, com custo estimado em R$ 82.604.703,25.

O voto do relator, conselheiro Aloysio Neves, determina que seja especificado o número de contêineres que serão efetivamente necessários, uma vez que do Termo de Referência constam 1.500 e no anexo da tabela 3, que trata da localização dos contêineres de lixo, a quantidade é de 1.166. O quantitativo foi considerado na composição de custos do serviço.

Outra determinação do TCE-RJ é que seja revisada a quantidade de equipamentos a serem empregados, visto que as informações contidas no item “Cálculos de Horas Produtivas e Improdutivas para Carretas” não seguem as orientações técnicas de orçamento da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (EMOP).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia