Cerimônia é realizada em homenagem a professora de Barra Mansa morta nos EUA

Najla Salém tentava entrar ilegalmente nos Estados Unidos através do México. Professora teria morrido de frio durante travessia

Por vinicius.amparo

Causa da morte teria sido hipotermiaReprodução Facebook

Barra Mansa (RJ) - Foi realizada nesta terça-feira (21), na Igreja de Santo Antônio, no bairro Saudade, em Barra Mansa, sul Fluminense, a cerimônia em memória da professora Najla da Cubga Salém, 42, que morreu no território do Texas, nos Estados Unidos. Najla tentava entrar ilegalmente em território americano pela fronteira com o México. As cinzas da professora de inglês chegaram no último fim de semana à cidade natal, Barra Mansa.

O corpo da educadora foi encontrado no último dia 17 de março, em um deserto no estado americano do Texas, próximo a pequena cidade de Encinal. Junto ao corpo foram encontrados documentos de Najla, inclusive o passaporte. A comprovação da identidade veio após análises da arcada dentária, em cópias de radiografias enviadas as autoridades americanas por parentes de Najla. A causa da morte, segundo autoridades americanas, teria sido hipotermia. 

Leia mais: Testemunha afirma que brasileira morreu de frio no deserto

Governo americano desconhece caso de desaparecimento de professora

Em fevereiro, um farmacêutico, que também tentava entrar ilegalmente nos Estados Unidos, chegou a telefonar para a família em Barra Mansa informando que a professora morreu enquanto fazia a travessia no deserto e que o grupo abandonou o corpo no local para prosseguir pelo caminho. Eles eram guiados por “coiotes” (pessoas que são pagas para conduzir imigrantes ilegais pela fronteira dos Estados Unidos) que teriam os ameaçado caso não continuassem a caminhada.

*Com informações do Diário do Vale

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia