Site instável após liberação dos resultados do Sisu

Ministério abriu processo ontem á noite, depois de decisão do STJ

Por Marina Cardoso

Ontem, os estudantes encontravam dificuldade no acesso ao site
Ontem, os estudantes encontravam dificuldade no acesso ao site -

Após o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, liberar ontem à tarde os resultados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Ministério da Educação (MEC) abriu a consulta ao portal ainda na noite de ontem. Porém, estudantes que tentaram acessar a plataforma relataram problema ao entrar no site. Os candidatos estão aptos a se candidatar a 237 mil vagas. No Brasil, mais de 3,4 milhões de inscrições foram feitas este ano. No Rio, foram cerca de 568 mil. Quem não for contemplado agora, pode participar da lista de espera da segunda chamada, entre amanhã e 4 de fevereiro.

Também foram abertas as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni). No cronograma inicial, o término para concorrer às bolsas seria na próxima sexta-feira, dia 31.

Entretanto, o MEC decidiu prorrogar o prazo por mais um dia para que os candidatos tenham tempo suficiente de se inscreverem. Portanto, o término agora será no dia 1º de fevereiro. Já o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) permanece com o cronograma atual, com inscrições de 5 a 12 do próximo mês.

Uma das estudantes que relatou problemas foi Barbara Fernandes, 18 anos. "Clicava no link para ir para o Sisu, mas voltava para a página que estava".

Já Nathália Souza, 27, disse que só conseguiu o acesso depois de muita tentativa. "Foi bem demorado o processo para conseguir entrar", conta a estudante.

LIBERAÇÃO

Com a decisão do presidente do STJ, a resolução do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que impedia a divulgação dos resultados por conta de falhas na correção de provas de alunos que participaram da última edição do Enem, foi derrubada e o Ministério da Educação pôde retomar o cronograma de atividades.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários