Polícia prende suspeito de matar colaborador de vereador envolvido no caso Marielle

Crime ocorreu em um bar no dia 8 de abril, no bairro da Boiúna, em Jacarepaguá, na Zona Oeste

Por O Dia

Ruy Ribeiro Bastos
Ruy Ribeiro Bastos -

Rio - Equipes da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital prenderam, nesta terça-feira, Ruy Ribeiro Bastos, de 39 anos, suspeito de ter matado, Carlos Alexandre Pereira Maria, conhecido como “Cabeça”, então colaborador do vereador Marcello Siciliano (PHS). O crime ocorreu em um bar no dia 8 de abril, no bairro da Boiúna, em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade.

Os agentes da DH chegaram até o acusado através de informações passadas pelo aplicativo do Whatsapp dos Procurados (21) 98849-6099. Marcelo Siciliano é suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco. Porém, a especializada ainda não sabe se há ligação entre os dois crimes.

De acordo com os policiais, Ruy foi preso em uma casa na Estrada do Camorim, e não ofereceu resistência. O inquérito policial concluiu que a ordem para matar Carlos Alexandre partiu de dentro do Complexo do Gericinó.

Ainda segundo a polícia, quem arquitetou toda a ação criminosa foi Diogo Maia dos Santos, conhecido como “DG” ou “Totó”. A divisão das tarefas ficou assim: Thiago Bruno de Mendonça, o “Thiago Macaco” ficou encarregado de levantar a rotina da vítima; Rondinele de Jesus da Silva, o “Roni”, recebeu a missão de pilotar a motocicleta usada no crime e Ruy Ribeiro foi quem efetuou os disparos de arma de fogo. Os quatro suspeitos envolvidos nesse crime foram denunciados pelo crime de homicídio qualificado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia