Ao todo, 24 estabelecimentos participam do Festival e os melhores serão premiados - Divulgação
Ao todo, 24 estabelecimentos participam do Festival e os melhores serão premiadosDivulgação
Por O Dia

Com a proposta de estimular a economia e o paladar, Maricá recebe a partir de hoje seu 1º Festival de Frutos do Mar. Até o dia 13 de setembro, moradores e visitantes vão saborear e escolher os melhores pratos da cidade. O evento pretende mostrar o potencial gastronômico do município e fortalecer o setor.

No último mês, Maricá já tinha recebido o Festival Gastronômico de Inverno. Agora, 24 bares e restaurantes de todas as regiões da cidade vão participar. As modalidades Delivery e Take Away devem ser priorizadas, para evitar a disseminação da covid-19, mas os restaurantes também podem oferecer atendimento no local, seguindo as normas dos decretos municipais, bem como de sanitização e higiene.

Os pratos elaborados para o Festival custam R$29, R$49, R$69 e R$89, e cada estabelecimento vai determinar o valor da taxa de entrega, não podendo cobrar por embalagens. O dono do restaurante "O Alfacinha", que fica na Praia do Francês, em Itaipuaçu, Antonio Rebelo Pereira, de 51 anos, reconhece a importância da realização de um festival dedicado a frutos do mar.

"Acho importante a criação de um festival desta natureza, num município com mais de 40 quilômetros de praias e com um complexo lagunar onde existe a tradição da pesca de peixe e frutos do mar. Desde que a Prefeitura lançou essas iniciativas, o Alfacinha está presente, tentando ajudar a criar credibilidade para a gastronomia da região", afirma Antonio.

O estabelecimento oferece comida Portuguesa e Mediterrânea, e investe na mistura de ingredientes brasileiros com tempero português para o prato "Vieiras à Pessoa", que consiste em vieiras grelhadas, com molho champanhe e manjericão. O prato homenageia o escritor português Fernando Pessoa e custa R$69.

"Participamos com um prato inovador, com vieiras frescas e orgânicas, o que nos orgulha muito, por promover um produto local de altíssima qualidade e de forma sustentável. Nos pareceu adequado homenagear um dos mais importantes nomes da Língua Portuguesa, que é traço comum entre estes dois países".

Os interessados podem consultar os estabelecimentos participantes no site www.festivaldefrutosdomar.contato.site. Além de provarem os pratos elaborados pelo evento, os clientes ainda podem ganhar um jantar totalmente gratuito. Para concorrer, os consumidores precisam votar no melhor prato do Festival, avaliando sabor, apresentação e atendimento, através do site www.conhecamarica.com.br. Os mais votados levam um troféu.

"Esse festival foi desenhado ano passado, dentro do nosso calendário turístico. Identificamos a procura pelo turismo gastronômico na cidade, que já possui 100% dos seus restaurantes abertos. Tudo foi coordenado pelas organizações do setor turístico da cidade", explica o secretário de Turismo, José Alexandre Almeida.

Maricá Recebe, Maricá Protege
Para retomar as atividades turísticas de Maricá e evitar a propagação do novo coronavírus, as secretarias municipais de Turismo, Saúde (Vigilância Sanitária) e o Maricá Convention & Visitor Bureau elaboraram o programa “Maricá Recebe, Maricá Protege.”
O projeto auxilia o setor de turismo a se adaptar às normas de biossegurança e ao “novo normal”, para receber bem e com segurança os turistas. Em dois manuais, o programa compilou uma série de normas e protocolos de proteção sanitária para bares, restaurantes, pousadas e hotéis. As instruções podem ser acessadas e baixas gratuitamente pelo site www.conhecamarica.com.br.

O Maricá Recebe, Maricá Protege está associado ao programa do Governo do Estado, “Turismo Consciente”, que tem como objetivo evitar ou reduzir a transmissão da doença, durante o uso dos equipamentos turísticos.

“Devido à flexibilização, criamos o ‘Maricá recebe, Maricá protege’, para realização de um turismo consciente na cidade. Realizamos visitas junto com uma consultora e o Convention Bureau em hotéis e restaurantes para saber se as medidas de biossegurança estão sendo cumpridas, para sensação de segurança dos munícipes e dos turistas”, relatou o secretário de turismo, José Alexandre Almeida.




Você pode gostar
Comentários