Niterói tem melhor desempenho em qualidade de vida do idoso em todo o Estado do Rio de Janeiro - Divulgação
Niterói tem melhor desempenho em qualidade de vida do idoso em todo o Estado do Rio de JaneiroDivulgação
Por O Dia
Niterói - Dados da segunda edição do Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), realizado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, apontam que Niterói continua com a maior qualidade de vida para a população idosa dentre todos os municípios do Rio, e a sexta cidade no ranking nacional. Os institutos avaliaram 876 cidades com mais de 150 mil habitantes.
Os municípios foram avaliados a partir das variáveis Cuidados e Saúde, Bem Estar, Finanças, Habitação, Cultura e Engajamento, Educação e Trabalho e Indicadores Gerais. Para o secretário do Idoso, Michel Saad, o resultado do estudo reflete inúmeras ações, projetos e políticas públicas implementadas pela prefeitura, que contemplam cerca de 100 mil pessoas com idade acima de 60 anos. "A referência que Niterói se tornou para o Estado do Rio de Janeiro e para o Brasil na área do idoso é sintetizada pela ampliação do acesso à cultura, lazer, trabalho, serviços e ao esporte”, explica Saad.
Publicidade
Dentre as atividades implementadas pela prefeitura para garantir o bem estar da terceira idade, está o Fest Voice da Maturidade, realizado desde 2018 pela Secretaria Municipal do Idoso, competição musical entre idosos para promover bem-estar e promoção cultural. A Prefeitura de Niterói também estimula outras atividades voltadas para a faixa etária, como o Oscar do Idoso, Personalidades da História, Bodas de Diamante, Aniversariante Centenário e o Projeto Idoso vai ao Show, Teatro e Circo.

Na área da Saúde, os incentivos vieram também pelas Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS), forma de recuperar, monitorar e prevenir doenças a partir de tecnologias eficazes e seguras, como fitoterapia, práticas corporais de medicina tradicional chinesa, reiki e meditação.