Mais Lidas

Dulce María, cantora revelada pelo RBD, lança terceiro CD e faz turnê no Brasil

Artista se apresenta no Sacadura 154 em abril. No disco, as faixas ‘Otro Lado de La Lluvia’ e ‘Rompecorazones’ são as preferidas da cantora

Por tabata.uchoa

Dulce (acima e na capa de ‘DM’%2C à direita)%3A 'cicatrizes' no novo CDDivulgação

Rio - Após três anos sem lançar um novo álbum, a cantora mexicana Dulce María volta fazendo barulho: seu terceiro disco, ‘DM’, saiu na primeira sexta-feira de março e em menos de 24 horas tornou-se o segundo mais vendido do Brasil pelo iTunes. E traz novidades: ela volta numa pegada mais pop e tem shows no Brasil — dia 2 de abril canta no Sacadura 154 e depois parte para Curitiba (5/4), Porto Alegre (7/4) e São Paulo (9/4).

No disco, as faixas ‘Otro Lado de La Lluvia’ e ‘Rompecorazones’ são as preferidas da cantora. Em ‘Cicatrices’, fala de vivências suas. “Nossas cicatrizes são como um símbolo de coragem, aquela marca que nos orgulhamos de mostrar porque já não nos causa dor. São nossas batalhas diárias. Diria que minha maior cicatriz é o amor, que cada vez que eu me decepciono, eu me levanto e volto a amar”, afirma ela, que aborda a violência contra as mulheres no novo álbum. “Sou a favor do empoderamento feminino, que nós, mulheres, lutemos pelo nosso direito. Que a gente se defenda e se apoie”.

Nos shows do Brasil, Dulce pretende trazer novas versões de seus sucessos anteriores, além de um corpo de bailarinos. Vai ter alguma participação de artista brasileiro? Ela prefere não revelar. “É um show que eu acredito que vale muito a pena, estou emocionada de voltar ao Brasil com essa nova tour. Os fãs brasileiros são muito empolgados, apaixonados. Eles passam uma energia incrível durante os shows, além de serem muito leais”.

Dulce María lança seu terceiro CD e fala de suas vivências eu suas músicasDivulgação

E é impossível falar de Dulce Maria e não lembrar que ela fez parte de uma banda que foi fenômeno mundial: a RBD. Ela não sente falta desse tempo. “Eu tenho vivido o presente, não gosto de viver sentindo falta do passado. Vivi tudo que podia no tempo da banda, com todo amor do mundo, com toda a minha entrega. E me lembro com muito carinho dos shows. Tenho muitas recordações. Minha música preferida dessa época é ‘Inalcanzable’”.

Por não aceitarem que o par romântico formado por Dulce e Christopher Uckermann (ambos integrantes do RBD) tenha ficado só na ficção, até hoje, as chamadas ‘Vondys’ — fãs que simpatizam com o casal — pedem nas redes sociais para que os dois fiquem juntos também na vida real. O pedido já causou problemas de relacionamentos para ambos, tanto que as fãs já levaram bronca dos artistas. “O que acontece é que existem pessoas que são muito agressivas e não entendem que o casal foi uma história de ficção. É chato quando não respeitam sua vida pessoal, e isso já causou muito incômodo. Mas não são todas, existem ‘Vondys’ que são muito lindas”, diz. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia