Prefeitura inaugura reservatório para controlar enchentes na Tijuca

Reservatório, que foi instalado na Praça Vanhargen, terá capacidade de armazenamento de 40 milhões de litros

Por rafael.nascimento

Rio - A Prefeitura do Rio inaugurou na manhã deste domingo um grande reservatório de água na Praça Vanhargen, na Tijuca, Zona Norte, com o objetivo de diminuir os alagamentos durante as chuvas fortes na região da Tijuca. O local tem a capacidade de armazenar 43 milhões de litros, e o reservatório integra o Programa de Controle de Enchentes da Grande Tijuca.

Segundo o prefeito Eduardo Paes, com a inauguração, a população está recebendo um duplo legado dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Pois além do reservatório, o carioca agora pode desfrutar da nova Praça Varnhagen, já que ela foi revitalizada e agora conta com aparelhos de ginástica, além de brinquedos infantis. 

"Esse aqui é o quinto piscinão: o da Praça da Bandeira, três na Praça Niterói e agora esse. A prefeitura do Rio vai entregar todas as obras que assumiu como legado da Olimpíada e isso nos orgulha muito. O objetivo desse sistema, com cinco piscinões, é justamente esse -- acabar com as inundações--", disse o prefeito.

Para a prefeitura, o reservatório vai ajudar a minimizar os problemas causados pelas históricas inundações da região.  Outros quatro reservatórios já funcionam na Tijuca e região. Um na Praça da Bandeira, com capacidade de 18 milhões de litros, e os três da Praça Niterói, que juntos recebem 58 milhões de litros. O novo reservatório foi construído numa área de 3.502 metros quadrados, sob a Praça Varnhagen. 

Pedro Paulo no evento

Na última semana quando Paes inaugurou inaugurou o VLT, o pré-candidato do PMDB à sua sucessão, Pedro Paulo Carvalho esteve presente. Os dois foram filmados por fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) conduzindo a inauguração do novo serviço. De acordo com o jornal Extra, o coordenador da Fiscalização de Propaganda Eleitoral, o juiz Marcello Rubioli entendeu que a presença de Carvalho "saía dos trilhos da legislação, ao associar sua imagem à obra municipal, pois ele já não é mais secretário da prefeitura". Segundo o jornal, o material será enviado ao Ministério Público, que pode ajuizar ação por uso da máquina pública para benefício eleitoral.

Nesse domingo aconteceu a mesma coisa. Em tom de campanha, Paes inaugurou a obra da Praça Vanhargen ao lado de Carvalho — que de acordo com o TRE não poderia estar presente em inaugurações públicas. Procurada, a prefeitura do Rio ainda não se pronunciou a respeito do descumprimento da decisão. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia