Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo
Ministro das Relações Exteriores, Ernesto AraújoValter Campanato/Agência Brasil
Por iG
Brasília - A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) divulgou em nota nesta sexta-feira sua posição a favor da demissão do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. “Uma diplomacia que tem cometido repetidos desatinos, em um momento no qual o apoio internacional é indispensável”, diz trecho.
Pressionado no cargo, o chanceler se encontrou com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) na última quinta (25), para prestar contas a respeito do trabalho no combate a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). 
Publicidade
Todavia, segundo informações, a própria presidência já busca um nome para substitui-lo, já que o centrão quer a saída de Ernesto.
 “O Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, já apresentou um leque diverso de trapalhadas e atitudes destrutivas. Agora, veio à tona sua postura contrária ao ingresso do Brasil no consórcio global Covax Facility, que entregou um milhão de doses de vacina AstraZeneca/Oxford em 21 de março e ainda deverá entregar outras 41 milhões”, dizem os prefeitos na nota.
Publicidade
Os líderes municipais pedem ainda no comunicado a saída do ministro, e “reverta política externa desastrosa” que vinha sido adotada:
"Ocorre que neste momento de pandemia não há espaço para o que vem sendo relevado desde a posse do atual Ministro. Diante disso, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) registra sua apreensão e preocupação com esse contexto. Clama, portanto, para que o governo federal assuma sua responsabilidade, substitua o Ministro e reverta a política externa desastrosa que vem adotando", afirma.
Publicidade
"É premente a necessidade de medidas tempestivas para tentar recuperar a imagem do país no exterior, sob pena de comprometer, ainda mais, a inescapável e urgente aquisição de vacinas contra o coronavírus", finaliza o grupo na nota, pedindo mudança na postura do Itamaraty.