Som e diversão continuam na segunda e última semana do Rock in Rio 2013

A música não para

Por tabata.uchoa

Rio - Mais um fim de semana de música e diversão na Cidade do Rock. O Rock in Rio recebe hoje um dos shows mais esperados desta edição, o do eterno galã do pop mundial Jon Bon Jovi, à frente da banda que leva seu nome. Os roqueiros xiitas, responsáveis por um sem-número de reclamações sobre a escalação das atrações, também terão alguns representantes de peso nessa reta final do festival. Domingo tem Iron Maiden no Palco Mundo, no já proclamado dia do metal do Rock in Rio.

Bon Jovi se apresenta nesta sextaDivulgação

A noite de sábado será coroada com o artista que é a menina dos olhos do criador do evento, Roberto Medina, e de sua filha, Roberta, vice-presidente do festival: Bruce Springsteen. “Ele tocou no Rock in Rio Lisboa e foi uma sensação, mais de duas horas e meia de show e um final inacreditável, com ‘Twist And Shout’, clássico do repertório dos Beatles, sob a queima de fogos do encerramento”, destaca ela. Em São Paulo, na quarta-feira, Bruce surpreendeu ao abrir a noite com ‘Sociedade Alternativa’, de Raul Seixas — sim, ele cantou a letra em português.

O Palco Sunset brilhou na primeira semana por uma programação caprichada, privilegiando encontros musicais únicos. E, de hoje até domingo, não será diferente. Tem um bocado de apresentações que só vão acontecer única e exclusivamente por lá. “Vamos juntar todos os músicos de nossas bandas no palco: dois bateristas, dois baixistas e diversos outros instrumentos, como percussão e violino”, descreve Lenine, sobre sua apresentação com o o grupo punk cigano Gogol Bordello, marcada para sábado. “Combinamos que eu escolho as músicas deles para o roteiro e eles escolhem as minhas. No meio disso, vamos colocar também algum ‘pagode russo’ ou algo de Jorge Ben Jor”.

Bruce Sprigsteen se apresenta no próximo sábadoDivulgação

Curador do Sunset, o também músico Zé Ricardo é só alegria com a repercussão do palco. “Estou mesmo muito feliz e realizado pelas vitórias do Sunset até agora no festival. Mas o Rock in Rio como um todo está muito legal. Tem ainda a Rock Street, o palco de street dance, mas é claro que a gente fica babando a nossa cria. Estou orgulhoso, porque os shows estão fantásticos, os artistas prepararam coisas muito especiais e estão, principalmente, dispostos a essa aventura de se misturar um com o outro”, ressalta Zé Ricardo.

Portanto, hoje, amanhã e domingo são dias de rock, bebês. E também do balanço do AfroReggae e da Orquestra Imperial, do som erudito da Banda Ouro Negro e dos beats do Dexterz (projeto de Júnior Lima, ex-Sandy), hoje no Palco Eletrônico. Bom som!

Dia 20

O Rock in Rio abre as portas todo dia às 14h, já com atrações de música, dança e performances artísticas diversas acontecendo na Rock Street. A programação no Palco Sunset começa logo depois, a partir das 14h40, com o encontro dos portugueses do The Gift com os brasileiros do AfroReggae. Os astros internacionais Ben Harper e a lenda do blues Charlie Musselwhite prometem um belo encerramento por lá, já às19h30. No nobre Palco Mundo, Frejat (que volta ao espaço, depois do tributo a Cazuza semana passada) é a primeira atração, a partir das 18h30, seguido de Matchbox Twenty, Nickelback e Bon Jovi.

Dia 21

Amanhã, os encontros no Sunset serão grandiosos: alguns shows vão contar com a união de até três estrelas da música. Logo depois da abertura, com a Orquestra Imperial e o italiano Jovanotti, se reúnem no palco Moraes Moreira, Pepeu Gomes e Roberta Sá, para relembrar os tempos do Novos Baianos (grupo integrado pelos dois primeiros). Depois, Elba Ramalho, Fernanda Abreu e Ivo Meirelles comandam um repertório de muito balanço. No Palco Mundo, o destaque é Bruce Springsteen, à meia-noite. Antes, tocam Skank (18h30), o ‘American Idol’ Phillip Phillips (20h30) e John Mayer (22h10).

Dia 22

Pre-pa-ra, que domingo é dia do poder do rock pesado. Antes da coroação final com o usualmente indefectível show do Iron Maiden, à meia-noite, o Palco Mundo recebe as guitarras dos novatos Kiara Rocks (a partir das 18h30), seguidos do veterano Slayer e do grupo de hard rock Avenged Sevenfold, que já passou por aqui em 2008, 2010 e 2011. No Sunset, a pauleira não será mais baixa. Logo na abertura, às 14h40, André Matos (ex-Angra) e Viper se encontram no palco, seguidos por Destruction + Krisiun, Helloween + Kai Hansen e, para fechar, o aguardado show do Sepultura com Zé Ramalho. Isso mesmo que você leu. Esse promete!

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia