Peça 'Incêndios', com Marieta Severo, tem lotação esgotada e volta em 2014

'Sempre tive certeza da potência da montagem, embora 90% das pessoas apostassem que uma tragédia contemporânea nunca emplacaria no Rio', afirma produtor

Por daniela.lima

Rio - Quem comprou, comprou! Quem não comprou agora só em 2014... A pouco mais de um mês para o fim da temporada 2013, a peça "Incêndios", com Marieta Severo, está com todos os ingressos esgotados. O espetáculo, que está em cartaz no Teatro Poeira, em Botafogo, se despede no dia 22 de dezembro. O fenômeno de vendas foi bastante comentado nas redes sociais e celebrado por Felipe de Carolis, um dos produtores da montagem do escritor libanês Wajdi Mouawad. 

Peça 'Incêndios'%2C com Marieta Severo%2C tem lotação esgotada e volta em 2014Divulgação


"Encaro este sucesso com muita alegria e esperança. Eu sempre tive certeza da potência de
"Incêndios", muito embora 90% das pessoas e empresas que quis me associar apostassem todas as suas fichas de que uma tragédia contemporânea nunca emplacaria no Rio de Janeiro", afirma Felipe, que idealizou o projeto e lutou por dois anos até conseguir por o sonho em prática.

Devido ao grande sucesso no Rio, "Incêndios" ficará mais tempo na cidade no ano que vem, a partir de abril. "Optamos por ficar no Rio de Janeiro por mais alguns meses porque percebemos quão eclético e caloroso foi nosso público. Muitas pessoas não vão conseguir assistir ao espetáculo em 2013. Temos lista de espera (no caso de pessoas que compram ingressos mas não comparecem por algum motivo) todos os dias com 20, 30 pessoas dispostas a esperar pra tentar ver. Por essas pessoas e pelo Rio, optamos por adiar nossa temporada de São Paulo para o segundo semestre e estaremos no Rio ate o final do primeiro semestre", adianta Carolis.

Felipe de Carolis conta que a ideia de transformar o texto de Wajdi Mouawad em peça teatral surgiu em um momento difícil de sua vida. "Eu estava numa situação muito frágil de saúde, com um tratamento a longo prazo. Se tudo desse errado, queria deixar alguma coisa muito incrível", afiram o ator e produtor que relembra como tudo aconteceu.

"Eu assisti ao filme numa cadeira de rodas, sozinho no cinema. Quando acabaram os créditos ninguém veio abrir a porta para eu sair. Uma cena hilária (risos). Comecei a me auto-conduzir para onde eu achava que era a porta, quando um clarão se abriu na tela: Este filme é baseado no espetáculo "Incendios" de Wajdi Mouawad. Imediatamente comecei a minha saga", lembra. 

Felipe de Carolis foi quem comprou os direitos da peça e a apresentou a Marieta SeveroLéo Ladeira / Divulgação


O produtor, que também atua no espetáculo como um dos filhos de Nawal (Marieta Severo), conta que depois de dois anos recebendo muitos "nãos" e um investimento financeiro enorme, decidiu procurar Marieta para mostrar o texto.

"Em dois dias ela respondeu pedindo uma leitura. Fiz um mutirão com amigos atores e fizemos uma super leitura. Marieta ficou encantada. Em uma semana me chamou na casa dela para dizer que estava dentro, pois estávamos diante de uma obra rara", contou. Em seguida, Aderbal Freire-Filho assistiu as leituras e também se interessou em levar o projeto adiante.

Felipe revelou ainda como é trabalhar com Marieta Severo e Aderbal Freire Filho. "Posso dizer que é um presente que me dei. As pessoas me falam constantemente que eu presenteei o Aderbal e a Marieta com o melhor espetáculo e personagem da vida deles. Na realidade, eu que me considero presenteado", diz o produtor que também não economiza elogios a Aderbal. "Ele te propõe com todos os argumentos e referências do mundo. Ele é um gênio. Se você tem uma pergunta, ele terá muitas respostas e bases sólidas na história, na dramaturgia, ou nos romances que leu ou montou pra te responder. Ele é o cara. É impressionante", finaliza.

Teatro Poeira. Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Até 22 de dezembro. Quintas, sextas e
sábados, às 21h. Domingos, às 19h. Ingressos a R$ 70 (qui) e R$ 90 (sex a dom). Informações:
2537-8053.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia